Tempo
|
A+ / A-

Rubiales já foi libertado depois de se recusar a responder a perguntas

03 abr, 2024 - 11:09 • Redação

Ex-presidente da Federação de futebol espanhol, recorde-se, está a ser investigado por alegado branqueamento de capitais.

A+ / A-

Luis Rubiales saiu em liberdade depois de, esta quarta-feira de manhã, ter sido detido ao chegar ao aeroporto de Madrid-Barajas, em Madrid.

Segundo o jornal "El Mundo", o antigo líder da Real Federação Espanhola de Futebol recusou-se a prestar declarações à Guarda Civil e foi libertado pouco depois, já informado das acusações contra si.

O antigo presidente da Federação de futebol do país vizinho, recorde-se, está a ser investigado por alegado branqueamento de capitais, entre outras acusações. Para além disso, também poderá estar a braços com outra pena de prisão: o Ministério Público espanhol pediu dois anos e meio por agressão sexual e coação na sequência do polémico beijo dado à jogadora Jenni Hermoso na final do Mundial de futebol feminino, na Austrália, o ano passado.

A jogadora não consentiu o beijo e também se queixou de pressão por parte da Federação e da seleção, que queriam que o seu depoimento defendesse Rubiales.

Após o escândalo, Rubiales recusou-se, inicialmente, a demitir-se do cargo, mas acabou por fazê-lo a 10 de setembro. Está, igualmente, suspenso pela FIFA: não pode exercer atividades relacionadas com futebol durante três anos.

[Atualizado às 13h05]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+