Tempo
|
A+ / A-

Seleções jovens da Rússia podem voltar a competir na UEFA

26 set, 2023 - 14:58 • Redação

Organização acredita que "as crianças não devem ser punidas pelas ações dos adultos". Jogos serão disputados sem bandeira, hino, equipamento e fora do território russo.

A+ / A-

A UEFA vai voltar a permitir a participação de equipas de formação da Rússia em provas europeias.

Todas as equipas russas, quer sejam clubes ou seleções nacionais, estão banidas de competições internacionais desde o início da invasão da Ucrânia, em fevereiro de 2022. A UEFA volta atrás em competições jovens por acreditar que "as crianças não devem ser punidas pelas ações dos adultos".

A UEFA recorda que foi o primeiro organismo desportivo a reagir à guerra na Ucrânia ao excluir as equipas e retirar a final da Liga dos Campeões de São Petersburgo e a Supertaça Europeia de Kazan, para além de cancelar o acordo de patrocínio com a Gazprom.

No entanto, a organização que tutela o futebol europeu "está firmemente convencida que não deve desistir de enviar mensagens de paz e esperança".

"É particularmente doloroso que, devido ao conflito, uma geração de menores seja privada do direito de competir no futebol internacional. Por estas razões, o Comité Executivo da UEFA decidiu que as equipas russas compostas por jogadores menores serão readmitidos nas suas competições durante esta temporada", pode ler-se.

Todas as partidas das seleções russas serão disputadas sem bandeira nacional, hino, equipamento e fora do território russo.

Ao mesmo tempo, a UEFA reitera "a sua condenação da guerra" e mantém a suspensão de todas as outras equipas russas até ao final da guerra na Ucrânia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+