Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Qatar exige à FIFA que proíba venda de cerveja nos estádios

18 nov, 2022 - 09:07 • Lusa

O pedido partiu da família real do Qatar e poderá criar um problema financeiro, já que um dos principais patrocinadores é a marca de cerveja Budweiser.

A+ / A-
A Renascença no Mundial do Qatar
A Renascença no Mundial do Qatar

O Qatar exigiu à FIFA que deixasse de vender cerveja nos estádios onde se realizam os jogos do mundial de futebol, segundo notícia avançada pelo jornal britânico The Times.

O pedido partiu da família real do Qatar e poderá criar um problema financeiro com um dos principais patrocinadores da competição, a marca de cerveja Budweiser, que poderá exigir uma indemnização milionária.

No Qatar, o consumo de álcool é bastante restrito e a bebida pode ser consumida apenas em alguns hotéis da capital.

Durante o mundial, estes regulamentos foram relaxados, mas o álcool continua a não ser vendido em supermercados e os preços das bebidas podem alcançar valores muito elevados – um litro de cerveja chega a custar mais de 13 euros.

Durante o campeonato, hotéis, zonas de fãs e estádios criaram períodos específicos em que é permitida a venda de álcool, embora com limitações, como a impossibilidade de comprar mais de duas cervejas ao mesmo tempo.

De acordo com uma fonte citada pelo jornal, é provável que os fãs sejam alertados antes do jogo de abertura – jogam Qatar o Equador – que não podem consumir cerveja.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+