Tempo
|
A+ / A-

Ricardo Pereira sofre nova grave lesão e Mundial fica fora de hipótese

05 ago, 2022 - 16:41 • Lusa

Lateral português já tinha sofrido uma rotura de ligamentos em 2020.

A+ / A-

O futebolista internacional português Ricardo Pereira sofreu uma lesão grave num tendão de Aquiles e vai desfalcar o Leicester durante seis meses, não sendo também opção para Portugal no Mundial 2022.

“Rompeu o tendão de Aquiles, é uma pena, muito da nossa ideia de jogo durante o verão baseava-se nos laterais e nele, em especial. Estava bem. É um golpe duro para ele. Foi operado ontem [quinta-feira] à noite e vai recuperar”, disse o treinador Brendan Rogers.

O técnico dos ‘foxes’, que falava na antevisão do primeiro jogo na Liga inglesa, no domingo, com o Brentford, insistiu que o lateral direito português, de 28 anos, é uma 'baixa' difícil para a equipa inglesa, mas que importa “seguir em frente”.

Ricardo Pereira lesionou-se no particular que o Leicester disputou com o Sevilha (1-0) no domingo, em que o defesa luso saiu aos 40 minutos, depois de se lesionar sozinho, sem qualquer contacto, e com aparente gravidade.

Na conferência de hoje, o treinador esclareceu que Ricardo Pereira deverá “ficar de fora até seis meses”.

Esta não é a primeira lesão grave do defesa direito, que em março de 2020 sofreu uma rotura do ligamento cruzado anterior de um joelho e esteve fora dos relvados mais de oito meses, regressando em novembro desse ano, já na época seguinte, falhando o Euro2020.

Desta forma, Ricardo Pereira voltará a ficar de fora das opções de Fernando Santos para uma grande competição internacional, no caso o Mundial2022, que decorre entre 21 de novembro e 18 de dezembro, no Qatar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+