Tempo
|
A+ / A-

FIFA

Oficial. Clubes portugueses podem contratar em clubes ucranianos e russos

07 mar, 2022 - 20:22 • Redação

FIFA abre um novo mercado de transferências para os jogadores que alinhavam nos campeonatos russos e ucranianos até ao dia 7 de abril.

A+ / A-

A FIFA oficializou um novo mercado de transferências para os jogadores que alinhavam nos campeonatos russos e ucranianos.

Os clubes portugueses podem inscrever jogadores provenientes desses dois campeonatos, uma vez que a medida aplica-se também para mercados que já estejam encerrados, o que é caso do português.

De acordo com o comunicado, no que diz respeito a jogadores estrangeiros do campeonato ucraniano, os contratos com os atuais clubes estão suspensos até ao final da temporada.

No que diz respeito a estrangeiros a trabalhar no campeonato russo, os jogadores e treinadores podem unilateralmente suspender os seus contratos até ao fim da época, mesmo que não cheguem a acordo com clubes e federação russa, e sem correrem o risco de futuro castigo.

Esta janela de transferências dura até ao dia 7 de abril e cada clubes poderá, no máximo, inscrever dois jogadores nestas condiões.

A FIFA reitera a "condenação da invasão russa na Ucrânia e pede um rápido cessar fogo e um regresso da paz".

O FC Porto é, para já, um dos clubes que poderá beneficiar desta situação.Ao que Bola Branca apurou na semana passada, os dragões contactaram o extremo Pedrinho, ex-Benfica, para perceberem as condições de um possível negócio.

Pedrinho trocou o Corinthians pelo Benfica, em 2020, a troco de 18 milhões de euros. Contudo, não conseguiu convencer Jorge Jesus e, em julho de 2021, rumou ao Shakhtar Donetsk pelo mesmo valor.

Em 19 jogos pelo Shakhtar, na época de estreia no líder do campeonato ucraniano, Pedrinho somava quatro golos e três assistência

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+