Tempo
|
A+ / A-

Inglaterra

Abramovich põe Chelsea à venda

02 mar, 2022 - 18:27 • Redação

Atual dono explica decisão, mas não avança com valores para o negócio. Verba destina-se às vítimas da guerra na Ucrânia.

A+ / A-

O russo Roman Abramovich anunciou, em comunicado, que decidiu vender o Chelsea.

“Na situação atual, tomei, portanto, a decisão de vender o Clube, pois acredito que seja do interesse do Clube, dos adeptos, dos colaboradores, bem como dos patrocinadores e parceiros do Clube”, escreve.

Abramovich reafirma que o Chelsea “nunca teve a ver com negócios ou dinheiro para mim, mas sobre pura paixão pelo jogo e pelo clube”.

“Além disso, instruí a minha equipa a criar uma fundação de caridade onde todos os lucros líquidos da venda serão doados. A fundação será para o benefício de todas as vítimas da guerra na Ucrânia. Isso inclui fornecer fundos essenciais para as necessidades urgentes e imediatas das vítimas, bem como apoiar o trabalho de recuperação a longo prazo”, acrescenta.

O terminar, escreve: “Espero poder visitar Stamford Bridge uma última vez para me despedir de todos vocês pessoalmente. Foi o privilégio de uma vida fazer parte do Chelsea FC e estou orgulhoso de todas as nossas conquistas conjuntas”.

O valor de uma eventual venda não foi ainda definido. Em 2003, Abramovich comprou o Chelsea por 155 milhões de euros, tendo conquistado 19 títulos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+