A+ / A-

Do "momento difícil" ao "mais alto" da carreira. Chico chega à seleção para "complicar as contas" a Martínez

18 mar, 2024 - 18:26 • Inês Braga Sampaio

Extremo fala sobre a época no Ajax, o regresso ao FC Porto e a estreia na seleção, rodeado de jogadores que admira.

A+ / A-

Francisco Conceição tem apenas 21 anos, mas já passou por vários altos e baixos. Agora, vive, segundo o próprio, "o momento mais alto" da carreira, com a afirmação no FC Porto e a primeira chamada à seleção AA, em que espera complicar as contas de Roberto Martínez para o Euro 2024.

É a mensagem que o extremo passa, esta segunda-feira, em conferência de imprensa na Cidade do Futebol, a propósito do estágio da seleção.

Conselhos do pai (e treinador), Sérgio Conceição

Os conselhos que o meu pai me deu foi aproveitar a oportunidade. Ele sabe o que é estar aqui. Disse-me para ser igual a mim próprio, aproveitar e desfrutar ao máximo. É um sonho de criança estar neste patamar e agora só quero aproveitar a oportunidade, mostrar o meu futebol e aprender o máximo que puder com os meus colegas de equipa e com a equipa técnica.

Importância deste estágio

Não acho que seja crucial [para ir ao Europeu]. São oito jogos que ainda vamos ter no campeonato pelo Porto. Vou continuar a fazer o meu melhor e o que o treinador me pedir, tentar ajudar ao máximo o clube e, aqui [na seleção], aproveitar a oportunidade, para depois complicar as contas do mister.

Primeira chamada

É sempre algo que ambicionamos muito, tinha o sonho de representar a seleção AA, tentei fazer o meu melhor com esse objetivo. Foi uma grande notícia, estou muito feliz e agora só quero aproveitar a oportunidade.

Roberto Martínez e o conselho de Rui Jorge

Ainda não falei com o mister [Martínez]. Em relação ao treinador dos sub-21, o que ele quis dizer foi no sentido de eu fazer aquilo que sei, demonstrar aquilo que valho como jogador e como pessoa também. Ele sabe bem, estive muito tempo com ele e espero conseguir mostrar o meu futebol, com a ajuda de todos, e tentar complicar as contas ao mister.

Como ter impacto positivo

Quero criar um impacto na equipa, no sentido de mostrar que tenho valor para aqui estar, para ajudar a equipa. É um grupo com muita qualidade, que fez uma qualificação irrepreensível, com o pleno de vitórias. É um grupo muito forte e, por isso, para estar aqui, temos de ter muito valor, muita qualidade, e eu vou tentar mostrar isso e criar esse tal impacto positivo no selecionador e nos colegas de equipa.

Nervoso miudinho

Chegando à seleção AA sente-se sempre aquele nervoso, é normal, porque é o momento mais alto de um jogador de futebol. É normal que ainda não esteja completamente à vontade, mas, pelo que percebi, isso irá rapidamente passar. No clube tenho feito exiições consistentes, tenho conseguido evoluir, a pouco e pouco estou a conseguir mostrar cada vez mais a minha qualidade. A equipa também está a melhorar e isso ajuda as individualidades. Espero continuar e acabar a época num grande momento.

Momento mais alto da carreira

Sim, sem dúvida, este é o momento mais alto da minha carreira. Chegar à seleção AA ainda muito jovem, jogar e conseguir fazer a diferença no FC Porto. Quero aproveitar, continuar, para que melhores momentos apareçam.

Voltar ao FC Porto foi a decisão certa

Regressei porque achei que era o melhor para mim, sabendo que as coisas não tinham corrido tão bem no Ajax. Há sempre pontos positivos que podemos retirar de uma experiência que não corre como nós desejamos. Foi isso que fiz. Foi um momento difícil para mim, porque fui para fora com o objetivo de conseguir mostrar aquilo que valho. Não consegui, pensei no que é que faltou, no que é que falhou, porque a culpa também é sempre nossa, e tentei agarrar-me a isso, ver o que é que faltava. Voltar ao FC Porto foi a decisão certa. Era o meu objetivo, consegui, e agora, graças a Deus, está tudo a correr como eu desejava. Agora, é continuar.

Galeno rejeitou Portugal pelo Brasil

Era um sonho que o Galeno tinha de representar a seleção do Brasil. Se ele achou que era o melhor para ele e que era isso que ele queria fazer, só lhe desejo a melhor das sortes e que tenha muito sucesso pela seleção dele.

Chico entre os grandes

Entrando no balneário, eu que acompanho o futebol desde muito cedo e que vejo futebol desde que me lembro, olhar para jogadores como o Bruno, o Cristiano, o Pepe, o Bernardo, esses jogadores que jogam e fazem a diferença nas melhores ligas e nos melhores clubes do mundo, e claro que há a sensação de que estamos no meio dos melhores. É com eles que queremos estar. Só quero estar no meio deles e aprender o máximo que puder com eles, para chegar ao nível deles. Em relação ao Bruno [Fernandes, que estava na conferência de imprensa com Francisco], toda a gente sabe o jogador que é. Os números e o que tem feito em Portugal e Inglaterra provam isso mesmo. É uma referência do nosso país e temos de aprender com ele e desfrutar enquanto ele representa a nossa seleção e eleva o nosso país no estrangeiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+