A+ / A-

Mundial 2030. Portugal, Espanha e Marrocos entregam candidatura à FIFA

30 out, 2023 - 13:38 • Lusa

O documento assinado no sábado pelas federações foi dado aos responsáveis da FIFA que acompanharão o processo de candidatura.

A+ / A-

A declaração de interesse das federações de futebol de Portugal, Espanha e Marrocos em acolher e organizar a fase final do Mundial de 2030 foi entregue na sede da FIFA, em Zurique, na Suíça, esta segunda-feira.

O documento assinado no sábado pelas federações de Portugal, Espanha e Marrocos foi dado aos responsáveis da FIFA que acompanharão o processo de candidatura ao Mundial 2030, refere a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A entrega do documento ocorre dois dias após os presidentes das federações portuguesa (FPF), Fernando Gomes, espanhola (RFEF), Pedro Rocha, e marroquina (FRMF), Fouzi Lekjaa, terem formalizado a sua assinatura, numa cerimónia realizada no Complexo Mohammed VI, em Rabat.

A apresentação da carta oficial de intenção foi o primeiro passo formal para a candidatura conjunta de Portugal, Espanha e Marrocos, que juntará pela primeira vez países de dois continentes e já tinha sido declarada como a única elegível pela FIFA a 4 de outubro.

O Mundial de 2030 será repartido de forma inédita por seis países, uma vez que vai promover a disputa de três encontros na Argentina, Paraguai e Uruguai, por forma a comemorar o centenário da prova, cuja edição inaugural foi cumprida em território uruguaio, em 1930.

Até agora, a única organização conjunta de um Campeonato do Mundo foi efetuada por Coreia do Sul e Japão, em 2002, sendo que a próxima edição, que está agendada para 2026, vai ser a primeira a envolver três países, entre Canadá, México e Estados Unidos.

O Estádio da Luz, com uma capacidade a rondar os 65 mil espetadores, e o Estádio José Alvalade, ambos em Lisboa, e o Estádio do Dragão, no Porto, estes dois com aproximadamente 50 mil lugares, são os únicos recintos nacionais que correspondem às exigências da FIFA para acolher jogos de Mundiais.

Portugal estreia-se na organização de Mundiais, após já ter recebido o Europeu de 2004, enquanto a Espanha organizou o Euro 1964 e o Mundial 1982, e Marrocos acolheu unicamente a Taça das Nações Africanas (CAN) em 1988, condição que irá repetir 2025.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+