Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Liga das Nações feminina

Neto pede "coragem e audácia" para tirar a bola à França

21 set, 2023 - 14:46 • Redação com Lusa

Selecionador elogia as adversárias, mas confia que Portugal pode arrancar a Liga das Nações com um bom resultado.

A+ / A-

Francisco Neto pede "coragem e audácia" à seleção nacional feminina, para defrontar a França, na estreia na Liga das Nações.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida, esta quinta-feira, o selecionador afirma que Portugal quer tirar a bola às francesas.

“Queremos ter bola no campo adversário e no meio das equipas contrárias. Queremos ter essa capacidade e essa audácia. A França é um adversário poderoso e cheio de individualidades”, assinala.

A equipa está “confiante e ansiosa” para iniciar a Liga das Nações, frente a uma França que "sofre poucos golos e não permite aos adversários muitas oportunidades”, além de "nunca se desequilibrar".

Portugal vai tentar “manter a identidade” que apresentou no Mundial: “Capacidade para ter a bola, no campo adversário, e quando não a tiver procurar ser organizado e pressionar, não permitindo espaços.”

Francisco Neto lembra que a França é uma “equipa estável e sem grandes alterações”, com “processos simples, mas muito bem feitos”, o que a torna “uma equipa poderosa, que nunca se desequilibra”, pelo que a seleção portuguesa vai ter que ter “muito cuidado”.

Ana Borges avisa que o Mundial já lá vai


Por seu lado, a capitã Ana Borges admite "alguma ansiedade" no seio da equipa antes do início da primeira edição da prova, em que aponta como objetivo a permanência na Liga A, mesmo tendo consciência das dificuldades com que a seleção se irá deparar.

O Mundial “já está para trás” e, para a estreia na Liga das Nações, a defesa acredita que, se Portugal jogar ao seu nível, poderá criar muitas dificuldades e discutir o resultado frente à seleção francesa.

“Queremos começar com o pé direito e vamos lutar por conquistar os três pontos, pois isso é bom para dar confiança à equipa. Temos de nos focar em nós e no nosso futebol”, diz a jogadora do Sporting, de 33 anos.

Para Ana Borges, “a França é uma seleção forte coletiva e individualmente”, mas Portugal já demonstrou que joga “olhos nos olhos com qualquer adversário” e, se estiver ao seu nível, “vai criar dificuldades”.

Portugal está inserido no Grupo 2 da Liga A da Liga das Nações, com França, Noruega e Áustria. As gaulesas são o primeiro adversário, na sexta-feira, às 20h10, no Stade du Hainaut, na cidade de Valenciennes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+