Tempo
|
A+ / A-

José Nuno Azevedo

Saída de Fernando Santos "é natural depois de todo o ruído à volta do selecionador"

15 dez, 2022 - 21:21 • João Malheiro

Qualquer que seja a escolha, o comentador da Renascença realça que o sucessor de Fernando Santos terá de lidar com um "legado difícil de superar". José Nuno Azevedo diz que gostava de ver Rui Jorge a assumir o comando da seleção.

A+ / A-

O comentador da Renascença José Nuno Azevedo considera que a saída de Fernando Santos, oficializada esta quinta-feira, "é natural" num momento em que havia "ruído à volta do selecionador".

"Por tudo o que envolvia a seleção. Não só os resultados, que são a mola da avaliação, mas por todo o ruído também à volta da seleção. Não saiu nem tarde, nem cedo, mas no momento mais adequado", considera.

Sobre a eventual escolha da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para suceder a Fernando Santos, José Nuno Azevedo diz que "gostava muito de ver Rui Jorge" no cargo.

E também menciona José Mourinho como uma solução "muito boa para a seleção", apesar de "uma forma de estar que pode não ser consensual".

Qualquer que seja a escolha, o comentador da Renascença realça que o sucessor de Fernando Santos terá de lidar com um "legado difícil de superar".

"É forte, é pesado. Tem título europeu, tem título da Liga das Nações", destaca.

Quanto à polémica entre Fernando Santos e Cristiano Ronaldo, José Nuno Azevedo admite "que faz parte do desfecho", mas não acredita que "tenha Tido uma relação direta".

"Eu quero acreditar que o Cristiano nunca será um problema e será sempre uma solução. Mal seria se a Federação se separasse de um treinador, por causa de um jogador. Seria um fator muito perturbador do futuro imediato da seleção", conclui.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+