A+ / A-

Ignacio de Arruabarrena

"Uruguai não pode deixar Portugal jogar como quer"

28 nov, 2022 - 13:30 • José Barata

Ignacio de Arruaberrena, guarda-redes uruguaio do Arouca, considera fundamental para a seleção do seu país não sofrer um golo antes de marcar, na segunda jornada do Mundial.

A+ / A-

Ignacio de Arruabarrena, guarda-redes uruguaio do Arouca, espera um jogo muito fechado entre a seleção do seu país e Portugal, na segunda jornada do grupo H do Mundial 2022.

Portugal garante o apuramento para os oitavos de final se derrotar o Uruguai, que sabe que, nesta jornada, o seu destino não ficará fechado. Em entrevista a Bola Branca, Arruabarrena salienta que os uruguaios têm de contrariar a forma como a seleção portuguesa joga.

"Vai ser um jogo difícil, muito fechado e com as duas seleções a jogarem para conquistar os três pontos. Eu, como uruguaio, acredito que o Uruguai vai vencer. A concentração dos jogadores vai ser muito importante. O Uruguai não pode deixar Portugal jogar como quer e gosta, e tem de contrariar os seus esquemas táticos. O Uruguai não pode deixar que a grande qualidade que têm os jogadores portugueses faça a diferença. Depois, no contra-ataque, conseguir fazer a diferença", considera.

O guarda-redes do Arouca deixa outro aviso à seleção uruguaia: não pode sofrer golos antes de marcar. Arruabarrena destaca, ainda, quais os jogadores que podem fazer a diferença na equipa de Diego Alonso.

"Temos Darwin Núñez num bom momento e também Valverde, se jogar de uma forma mais livre dentro de campo, mas os restantes também são bons jogadores. Mas acho que o mais importante é que Portugal não nos pode fazer um golo, porque, aí, teremos de ir atrás de um golo e jogar mais aberto perante uma equipa como Portugal, que tem jogadores muito bons no ataque. Aí, o Uruguai pode ficar mal", assinala o guardião.

Portugal e Uruguai defrontam-se a partir das 19h00, no Estádio de Lusail, em Lusail. Jogo que terá relato, em direto do Qatar, na antena da Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+