Tempo
|
A+ / A-

Liga das Nações

Bernardo Silva: "Houve pouco respeito por parte dos árbitros"

12 jun, 2022 - 22:47 • Redação

Médio da seleção ficou insatisfeito com a arbitragem e fala numa "derrota dura" que obriga Portugal a vencer a República Checa e a Espanha.

A+ / A-

O internacional português Bernardo Silva acredita que a equipa de arbitragem prejudicou a seleção nacional na derrota com a Suíça.

Em declarações na zona mista, o médio não poupou nas palavras para a equipa de arbitragem.

"Achámos que houve pouco respeito da parte dos árbitros. Já jogo futebol há muitos anos. Mal acabou o jogo, os árbitros fugiram para o balneário deles. Isto normalmente não acontece, nem pode acontecer. Quando os árbitros cometem erros, têm de assumir os erros, da mesma forma que nós o fazemos", começou por dizer.

Bernardo Silva garante que "não é desculpa" para a derrota, Portugal "tem de fazer muito melhor", mas "desde o primeiro minuto que o guarda-redes deles perde um minuto em cada pontapé de baliza e chega ao final do jogo e o árbitro dá quatro minutos de compensação".

"O lance do penálti para eles, que é um lance completamente errado e acabámos com jogadores amarelados. E depois houve muitas pequenas faltinhas que acabam por quebrar o ritmo do jogo. São pequenas coisas que nos vão empurrando para trás e tornando o jogo mais difícil", explica.

"Derrota dura"

Bernardo Silva, que foi suplente utilizado no jogo, lamenta a derrota num jogo complicado na Suíça.

"Sofremos um golo aos 50 segundos e isso torna o jogo mais complicado. Acontece. Íamos jogar contra uma equipa que na semana perdeu contra nós 4-0, vinha preparada para ser mais agressiva e para jogar de outra forma. Tentámos ir à procura do golo, tivemos muitas oportunidades, infelizmente o golo não apareceu. É uma derrota dura para nós porque passamos para o segundo lugar do grupo e não era nada disto que queríamos", termina.

O médio assume obrigatoriedade de vencer os últimos dois jogos para chegar à "final four".

"Obriga-nos a ganhar à República Checa e depois à Espanha. Claro que complica um bocado as contas do grupo porque podíamos estra em primeiro com dois pontos de vantagem estamos em segundo, já atrás da Espanha. Faltam dois jogos, jogamos o último jogo em casa com a Espanha e, se fizermos um bom trabalho com a República Checa, temos as nossas hipóteses de nos classificarmos", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+