Tempo
|
A+ / A-

À terceira, será de vez? Portugal perdeu os dois jogos que disputou a 23 de junho

23 jun, 2021 - 12:20 • Redação

A seleção nacional perdeu nesta data nos Campeonatos da Europa de 1984 e 1996 e decide hoje a qualificação para os oitavos de final do Euro 2020.

A+ / A-

Portugal discute, esta quarta-feira, o apuramento para os oitavos de final do Euro 2020, num dia em que nunca conseguiu vencer. A seleção nacional jogou duas vezes a 23 de junho e perdeu os dois jogos.

A primeira partida remonta ao Campeonato da Europa de 1984, disputado em França. No Vélodrome, em Marselha, a equipa orientada por Fernando Cabrita caiu nas meias-finais precisamente contra a França, que viria a sagrar-se campeão europeu.

O jogo ficou apenas decidido no prolongamento. Rui Jordão marcou dois para Portugal, Domergue também "bisou" na seleção gaulesa e Michel Platini deu a vitória aos 119 minutos.

Anos mais tarde, Portugal voltou a perder a 23 de junho de 1996, no Euro disputado em Inglaterra. Em Birmingham, no Villa Park, a seleção caiu frente à República Checa nos quartos de final.

Poborsky, que curiosamente viria a representar o Benfica a partir de 1998, foi o "carrasco" português e marcou o único golo da partida. A seleção nacional era orientada por António Oliveira e contava com figuras como Vítor Baía, Fernando Couto, Oceano, Paulo Sousa, Rui Costa, Luís Digo, Domingos Paciência e João Vieira Pinto.

Portugal defronta a França, esta quarta-feira, para disputar o acesso aos oitavos de final do Euro 2020.

No entanto, a seleção vive um momento de moral diferente do que nos outros confrontos a 23 de junho. A equipa de Fernando Santos chega à competição como campeão em título, momento marcante na história do futebol português. Mais tarde, em 2019, Portugal venceu também a primeira edição da Liga das Nações.

Neste momento, todos os cenários estão em aberto e a equipa das quinas pode fechar a primeira fase em qualquer um dos quatro lugares do chamado “grupo da morte”.

Se Portugal vencer ou empatar com a França não há contas a fazer e é garantido que os campeões europeus em título seguem em frente, quer em primeiro, segundo lugar ou como um dos melhores terceiros, isto porque Ucrância e Finlândia já terminaram os seus grupos com três pontos.

Já se Portugal perder com a França, mesmo assim, pode apurar-se, mas aí a calculadora vai ter de funcionar. É que também pode ficar em último do grupo e, assim, fora do Euro 2020. Basta que a Hungria (que tem 1 ponto) derrote a Alemanha.

Portugal passa como um dos melhores terceiros classificados se a derrota frente à França não for por mais de dois golos de diferença e se a Hungria não vencer a Alemanha.

O Portugal-França, decisivo para Portugal nas contas do apuramento para os oitavos de final do Euro 2020, acontece esta quarta-feira, às 20h00, em Budapeste. Jogo com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+