Tempo
|
A+ / A-

Candidatura ibérica para o Mundial 2030 apresentada. "Portugal e Espanha merecem muito"

04 jun, 2021 - 17:30 • Redação

Responsáveis políticos assinaram declaração de compromisso a apoiar a candidatura conjunta. Fernando Gomes e Luis Rubiales, presidentes das duas federações, apresentaram o projeto.

A+ / A-

Fernando Gomes e Luis Rubiales, presidentes das Federações de Futebol portuguesa e espanhola, respetivamente, anunciaram oficialmente a candidatura ibérica para organizar o Mundial 2030.

A cerimónia, que decorreu no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid, aconteceu com a presença do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, do Rei Felipe VI de Espanha, do primeiro-ministro português António Costa, e do presidente do Governo espanhol Pedro Sánchez.

Os responsáveis polítios assinaram o documento de apoio formal e político para a candidatura conjunta para a organização do Mundial 2030.

"Que melhor ano para anunciar o nosso compromisso formalmente para trabalharmos juntos para um Mundial na Península Ibérica. Espanha e Portugal ganharam os últimos três Europeus. Portugal e Espanha merecem muito organizar o Mundial", disse Fernando Gomes.

O presidente da FPF recorda que Portugal deu as mãos à Europa ao organizar as últimas duas finais da Liga dos Campeões: "Há uma semana Portugal voltou a dar as mãos à Europa, organizando a final da Liga dos Campeões pelo segundo ano seguido. Receber um Mundial é algo que os dois países merecem muito. Vamos lutar para que o Mundial 2030 aconteça na Península Ibérica".

Já Luis Rubiales sublinha o passado dos dois países na modalidade: "Mais do que união, é uma fusão de dois países. Futebol faz parte da nossa história, do nosso ADN. Quero manter este compromisso e reforçá-lo com os nossos ministros. Vamos fazer uma excelente equipa para demonstrar os nossos valores, que são a excelência, hospitalidade, humildade".

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+