Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Taça de Portugal

Pacheco (sim, esse) e o dérbi da Taça: "Na teoria, quem parte melhor é o Benfica"

26 fev, 2024 - 13:10 • Pedro Castro Alves

Antigo extremo de águias e leões acredita que luta pelo campeonato “apimenta” embate na prova rainha. Primeira mão dará “jogo mais aberto”.

A+ / A-

Pacheco, antigo jogador de Benfica e Sporting (um dos protagonistas do verão quente de 1993), considera que as águias partem em vantagem para o dérbi das meias-finais da Taça de Portugal, galvanizadas pela reconquista de terreno na corrida pelo título do campeonato.

“Na teoria, quem parte melhor é o Benfica, porque acaba de conquistar dois pontos ao Sporting. Do ponto de vista moral, isso dá outro elã aos jogadores e à equipa”, explica, em entrevista a Bola Branca.

Ainda assim, o Sporting “vai fazer tudo para tentar diluir o mau resultado até quinta-feira” e, quando chegar a altura do jogo, “essa questão estará completamente ultrapassada”, acrescenta.

António Pacheco viveu o dérbi da capital dos dois lados e explica que “tudo é importante para apimentar” a rivalidade. Apesar de serem competições diferentes, o campeonato irá efervescer a Taça e, numa eliminatória a duas mãos, o jogo de quinta-feira poderá ser particularmente quente.

“Serão grandes jogos de certeza e, independentemente do resultado que possa acontecer, qualquer uma das equipas ainda terá um segundo jogo para repor resultados, por isso é capaz de ser mais aberto do que se fosse um jogo propriamente decisivo”, diz, em declarações à Renascença.

Benfica ganhou a jornada 23

Para Pacheco, é indiscutível que a última jornada da Liga foi especialmente favorável à equipa de Roger Schmidt. Com a goleada diante do Portimonense, o Benfica aproveitou os empates de Sporting e FC Porto para ganhar distância para os rivais na corrida pelo título.

“Acabou por ser uma excelente jornada para o Benfica. Consegue ganhar sobre os adversários diretos e ainda vem apimentar este campeonato, que está muito renhido no que diz respeito ao título”, afirma.

O antigo extremo retira ainda outra conclusão da ronda 23: com o empate em Barcelos, os dragões estão agora arredados da luta pelo título de campeão nacional.

“Se já havia poucas dúvidas em relação ao FC Porto [ainda poder lutar pelo campeonato], acho que [o empate a 1-1 em casa do Gil Vicente] foi o ponto final”, conclui.

A primeira mão do dérbi das meias-finais da Taça de Portugal joga-se na quinta-feira, a partir da 20h45, no Estádio de Alvalade. Três dias depois do Sporting-Benfica, as águias têm encontro marcado com novo rival, o FC Porto, no Estádio do Dragão, para o campeonato.

Os dois jogos contam com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+