Tempo
|
A+ / A-

Roger Schmidt

"Se não respeitam o Benfica, fiquem em casa. Se não sou bom o suficiente, vou embora"

08 dez, 2023 - 21:02 • Redação

Murro na mesa de Roger Schmidt contra os adeptos que assobiaram e atiraram garrafas em reação à substituição de João Neves, no empate do Benfica frente ao Farense.

A+ / A-

Roger Schmidt deu um murro na mesa, esta sexta-feira, após o empate do Benfica, em casa com o Farense, por 1-1, em resposta à reação dos adeptos à substituição de João Neves.

O treinador do Benfica demorou mais tempo que o habitual a aparecer na sala de imprensa, após o jogo. Quando finalmente deu início à conferência, não escondeu a sua revolta para com os adeptos que o vaiaram e lhe atiraram garrafas durante o momento mais tenso do encontro.

"Agradecemos a quem nos apoiou até ao último segundo. Quem não se portou bem, que fique em casa. Se os adeptos não estão felizes com o que o Benfica fez, como adeptos do Benfica, fiquem em casa. O Benfica não pode fazer melhor do que fez hoje. Se não gostam de como jogámos hoje [sexta-feira], fiquem em casa e voltem quando formos campeões para festejar. Se não respeitas a equipa, os jogadores e o treinador, fica em casa", começou por dizer.

Schmidt sublinha que "adora" a equipa, o clube e os jogadores, mas não pode aceitar uma reação dos adeptos como a que se verificou no momento da substituição de João Neves:

"Percebo a indignação se não jogarmos bem. Mas se a equipa dá tudo, tem tantas oportunidades e só falha mesmo na finalização, não entendo. As expectativas num clube como o Benfica são altas, o Benfica entra em todas as competições para ganhar. Se eu for o problema, se o Benfica precisar de um treinador que faça as substituições que os adeptos querem, não há problema. Se eu for o problema, que venha outro treinador para o meu lugar. Se eu não sou bom o suficiente, vou-me embora. Os jogadores dão tudo e não merecem isto."

"É praticamente impossível termos empatado"

Sobre o jogo, em que o Benfica rematou 37 vezes, 13 delas enquadrado com a baliza, Roger Schmidt admite não entender como deu empate.

Fizemos um jogo fantástico, criámos ocasiões durante os 90 minutos. Desde os 15 segundos até ao minuto 97, sucederam-se as oportunidades, o Benfica jogou um bom futebol, fez tudo muito bem. Mesmo depois do golo sofrido, a equipa continuou bem, reagiu bem e fez o golo do empate. Não consigo censurar os jogadores. É praticamente impossível o Benfica ter empatado este jogo", confessa.

À BTV, reconhece que "é muito difícil explicar" o resultado: "Tivemos várias oportunidades de golo que, noutras circunstâncias, marcaríamos."

"Tivemos oportunidades suficientes para ganhar quatro ou cinco jogos. Os jogadores nunca desistiram. A exibição foi de topo, a única desilusão é o empate. Temos de continuar a trabalhar", sublinha o alemão.

Neves saiu porque o Benfica precisava de marcar

Schmidt explica, ainda, a substituição de João Neves: "A certa altura, tens de arriscar um pouco. Metemos vários jogadores de ataque. Os que estavam em campo não estivessem mal, mas tínhamos de marcar um golo."

Apesar de os empates na Luz serem "muito duros", o treinador do Benfica diz que, jogando assim, a equipa ganhará mais vezes:

"Ainda há muitos jogos para jogar. Estamos muito bem, estamos a crescer, a trabalhar e a jogar bem. Temos de continuar assim para sermos campeões."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joaquim Correto
    09 dez, 2023 Paços 15:52
    O que se passou ontem foi muito triste e vergonhoso! Assobiar, tudo bem, agora atirar garrafas ao treinador, foi uma vergonha! Ainda por cima se fosse um gajo mal educado, mas não, é uma pessoa correta e educadissima! Eu estava no estádio e senti-me muito triste, incomodado e envergonhado com o que se passou! O Rui Costa tem que tomar várias posições publicamente! Em primeiro lugar defender o treinador! Em 2º lugar, identificar e punir os adeptos que atiraram garrafas e em 3º lugar reunir e ter uma conversa com os jogadores, porque há vários jogadores que não estão a dar tudo o que podem dar, em campo!
  • Octávio Inácio
    09 dez, 2023 Santarém 01:00
    O problema é que já não se vai ver um jogo de futebol. Já não existe rivalidade existe sim um ódio que nos vai trazer um grande amargo. Bem hajam

Destaques V+