Tempo
|
A+ / A-

Roger Schmidt

Mercado do Benfica à porta do Seixal

22 ago, 2022 - 13:33 • Redação

Roger Schmidt não informa sobre negociações por Ricardo Horta e Aursnes. Treinador alemão dá os parabéns à equipa sub-19, pelo título mundial conquistado.

A+ / A-

Quando questionado sobre o mercado de transferências, Sérgio Conceição responde, invariavelmente, que "o mercado fica à porta do Olival", o centro de treinos do FC Porto. Roger Schmidt não fala dos portões do Seixal, mas é para lá deles que também ficam as respostas sobre as movimentações do Benfica no mercado de transferências.

Questionado sobre os dossiês Ricardo Horta, do Braga, e Fredrik Aursnes, do Feyenoord, o treinador alemão alivia para canto.

"Disse coisas boas sobre ele [Ricardo Horta], porque ele é um bom jogador. Veremos o que acontece até ao final do mercado. Estamos a trabalhar na melhoria do nosso plantel. No fim veremos o que vamos conseguir. É algo que está nos bastidores, porque temos jogos muito importantes nos próximos tempos", responde.

Sobre Aursnes, Schmidt foi ainda mais lacónico: "Não posso falar sobre jogadores que não estão no plantel. Só quando são anunciados".

A única certeza que fica é que o clube está a tentar fazer ajustes no plantel até 31 de agosto, mesmo contando com a utilização de alguns campeões do mundo de sub-19. A equipa de juniores do Benfica venceu a primeira Taça Intercontinental sub-20 e o treinador da equipa principal relevou o feito.

"Quero dar os parabéns à nossa equipa que venceu a Intercontinental. É uma grande conquista. É um ótimo sinal para o nosso trabalho", refere Schmidt, na nota que abriu a conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Dínamo Kiev, da 2.ª mão do "play-off" da Liga dos Campeões.

Uma conferência em que o alemão, como tem acontecido, expressou-se em inglês. Algo que não deverá mudar porque, admite, não tem grande talento para aprender novas línguas e o português "é difícil".

"Talvez no próximo mês já consiga ter uma conversa em português, mas tenho dúvidas de que possa treinar a equipa em português", sorri, antes de repetir a ideia de que é "uma grande honra" poder estar no Benfica, onde espera ficar, "no mínimo, dois anos", que correspondem à duração do contrato assinado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+