Tempo
|
A+ / A-

Jesus, a vitória, a gestão, o medo, as entradas e as saídas

21 ago, 2021 - 20:53 • Redação

Técnico falou sobre Darwin, Waldschmidt, os centrais e o PSV depois da vitória contra o Gil Vicente.

A+ / A-

O treinador do Benfica elogia a equipa depois do triunfo (2-0) em Barcelos.

“A equipa teve o mérito de ir à procura da vitória, procurar sempre a recuperação da bola, atacar, fomos uma equipa muito agressiva, num jogo com duas partes distintas. Os jogadores que saíram do banco meteram outra velocidade no jogo”, disse Jorge Jesus.

Em declarações à Sporttv, o técnico encarnado reconhece que a gestão não foi a ideal para a partida da pré-eliminatória da Liga dos Campeões contra o PSV.

“Não foi o ideal, temos três dias de diferença, quis jogar com o jogo do PSV e da forma como este estava a decorrer. Agora, o que mais me preocupa é como vamos recuperar. Já vamos no sexto jogo, o Otamendi e o Lucas Veríssimo fizeram os jogos todos e há um risco de lesão”.

Jesus reafirma que “hoje jogaram seis que não jogaram com o PSV e vão jogar seis ou sete com o PSV que não jogaram hoje”.

Durante a partida, saíram Yaremchuk, Gilberto, Gil Dias, Everton e Taarabt. "Sabia que eram estes os jogadores que ia trocar e que poderiam estar no início no jogo com o PSV. Eles correram muito e ainda não houve tempo para recuperar. Tivemos esse cuidado. O Rafa foi o jogador que mais correu frente ao PSV. Em termos de velocidade, o Rafa é o mais rápido. Agora temos o Darwin, os outros não têm [a mesma velocidade]. Tive de mexer no jogo porque estava empatado, senão tinha deixado até mais para o fim", acrescentou.

Precisamente sobre o regresso de Darwin, após lesão, Jorge Jesus lembrou que o jogador “recuperou mais rápido do que pensávamos”. “Jogou meia hora, depois de vir de lesão e não se notou nada. É um jogador com um nível muito alto. Quando estiver bem, vai ser um jogador ao nível que tinha quando chegou a Portugal".

Já na sala de imprensa, o treinador confirma a saída iminente de Waldschmidt: “Ele tem tido algumas propostas de equipas alemãs, há uma possibilidade e ele quer voltar ao país dele. Vamos ver o que podemos fazer”.

Questionado sobre o extremo Radonjic, Jesus ainda não abriu o jogo: “Não vou falar de certezas absolutas. Fala-se em tantas certezas e depois vão para outros lados. Não tenho essa informação. Possivelmente vai sair um avançado nosso e temos de ajustar. Agora, temos vários jogadores, o scouting do Benfica tem feito esse trabalho e portanto cá estamos para ver quem pode ajustar para quem sair. É capaz de sair um jogador e temos de pensar quer vai entrar outro".

O Benfica venceu 2-0, com golos de Lucas Veríssimo e Grimaldo, nos últimos minutos da partida.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo eu
    22 ago, 2021 Cá 12:20
    Não se percebe é como no inicio da época, em atletas profissionais que deviam ter o treino especifico adaptado para estas situações, já há tanto "cansaço", tanto risco de lesões musculares, tanto receio,etc. Os preparadores físicos não sabem o que andam a fazer, ou os joelhos já estão tão moídos que qualquer coisa, fá-los rebentar?
  • Maria
    22 ago, 2021 Palmela 11:53
    Eu venho aqui ao facebook pra ver o jorge de jesus! Nao venho aqui pra ver aquela ditadorazinha de 5 categoria!

Destaques V+