Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Benfica

Jesus e a aposta na formação. "Não temos todos os dias um João Félix"

20 mar, 2021 - 14:22 • Redação

Treinador do Benfica sublinha que clube continua com a intenção de apostar na formação e recorda que lançou Reinier no Flamengo com 17 anos, que viria a transferir-se para o Real Madrid.

A+ / A-

Jorge Jesus, treinador do Benfica, garante que a aposta na formação continua a ser muito importante para si e para o clube, mas explica que nem todos os anos há jogadores com qualidade imediata para entrarem no onze inicial.

"A formação é importantíssima e no Benfica também, pelo seu passado nos últimos anos. Temos história de jogadores que são mais-valias financeiramente para o clube, como foi o caso do João Félix, mas não há todos os dias um João Félix. Era bom que houvesse. A formação é uma política das equipas em Portugal e do Benfica e vai continuar a ser", diz, em conferência de imprensa.

Questionado sobre apenas utilizar um jogador da formação no onze, Diogo Gonçalves, e comparado com o plantel do Sporting, que lidera o campeonto com vários jogadores oriuntos da formação, Jesus explica que vai continuar a querer apostar em jovens e recorda o caso de Reinier, no Flamengo.

"Não comparo jogadores, só os que eu treino. A formação importa alimenta para ver se vendemos jornais, mas isso não é o meu historial. Está a jogar um lateral-direito que é da formação. Da equipa do ano passado, só jogava o Rúben Dias, que foi para o Manchester City. No ano passado no Flamengo lancei um miúdo de 17 anos, junior, que foi para o Real Madrid por 35 milhões de euros", diz, antes de concluir.

"Os jogadores fazem-se com o tempo, no próximo ano se calhar podemos ter três ou quatro na primeira equipa. O Gonçalo Ramos está no seu primeiro ano, tem potencial e vai crescer passo a passo, como todos. O Félix é uma exceção, foi logo titular, acontece a um ou dois jogadores. Todos os treinadores gostam de lançar jovens, não há nenhum que não goste", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juíz Vermelho
    21 mar, 2021 Catedral da Luz 12:12
    Já estou a ver o filme: os "reforços" comprados para ganhar eleições e pagar ao Mendes a transferencia do Félix, revelaram-se quase inuteis. Eram para ser vendidos por bom preço depois das Eleições ganhas, mas falharam todos os objectivo e, corridos da Champions, desvalorizaram. Agora serão vendidos com prejuízo e como este ano nem sequer devem conseguir acesso, não haverá aquisições, mas vendas. No Seixal não há novos Ruben Dias ou Félix, tudo vulgarucho e demasiado novo. Sem reforços, a ter de vender, e com miúdos vulgares na equipa, cheira-me que o "ultimo mandato ganhador" seja uma travessia do deserto.

Destaques V+