Tempo
|

Liga dos Campeões

TSC Backa Topola. Adversário do Braga joga na Sérvia, mas o investimento vem da Hungria

24 jul, 2023 - 12:30 • Luís Aresta , Eduardo Soares da Silva

Clube do norte da Sérvia jogava na segunda divisão há cinco anos e agora vai defrontar o Braga no caminho para a fase de grupos. O crescimento explica-se com o investimento do governo de Viktor Orbán num clube de uma região com forte presença húngara.

A+ / A-

O Braga vai viajar até Backa Topola, no norte da Sérvia, para disputar a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões frente a um clube que tem tanto de sérvio como de húngaro.

O TSC Backa Topola foi a surpresa do campeonato sérvio do ano passado ao terminar no segundo lugar da prova.

Uma das principais fontes do seu sucesso tem origem a norte fronteira da fronteira. O governo da Hungria, liderado por Viktor Orbán, tem investido em vários clubes de localidades com fortes comunidades húngaras.

Apenas cerca de 33 mil habitantes vivem no município de Backa Topola - do tamanho de cidades como Torres Novas, Beja ou Espinho - e a maioria dos habitantes tem ascendência húngara.

Por esse motivo, o governo liderado por Orbán decidiu investir no clube local, o TSC, que conseguiu uma ascensão meteórica no futebol sérvio. Em infraestruturas foram investidos cerca de 30 milhões de euros.

O TSC chegou à primeira divisão pela primeira vez em 2019/20.

Nas últimas quatro épocas nunca ficou abaixo do sexto lugar e na temporada passada conseguiu o vice-campeonato e um apuramento inédito para a Liga dos Campeões.

Drulovic fez quase toda a carreira em Portugal com passagens pelo FC Porto, Benfica, Gil Vicente e Penafiel.

À Renascença, confirma o estatuto crescente do TSC Backa Topola no plano interno, num país dominado por Partizan e Estrela Vermelha.

"Ficaram em segundo com todo o mérito. São um clube do norte da Sérvia, com um estádio novo e bonito. Foi o presidente da Hungria que investiu lá porque é uma zona com muitos húngaro. Como é hábito, investiu e ajudou a construir um estádio excelente e bonito. Agora é considerado um dos clubes na Sérvia com melhores condições", diz.

OuvirPausa
Drulovic: "Na Sérvia já é considerada uma das equipas com melhores condições"

Em 2019/20, o TSC terminou o campeonato no quarto lugar na sua época de estreia na primeira divisão.

A equipa apurou-se para a Liga Europa, mas foi eliminado pelo Steaua de Bucareste na segunda pré-eliminatória. Três anos depois, o emblema dá um passo em frente para a maior prova de clubes à escala europeia.

Apesar do investimento e das boas condições, Drulovic acredita que o Sporting de Braga é amplamente favorito na eliminatória.

"Com a experiência do campeonato português, que é muito mais forte, o Braga é favorito absoluto. Têm também muita experiência europeia, mas vão ter de mostrar dentro de campo. O TSC não tem nada a perder e vai dificultar a passagem porque tem qualidade. Só um Braga ao pior nível pode perder este duelo", remata.

A primeira mão será disputada no Municipal de Braga, a 8 ou 9 de agosto, e a segunda mão está marcada para o dia 15.

É a terceira vez que os minhotos se podem apurar para a Champions. Em 2010/11 e 2012/13, os minhotos chegaram à fase de grupos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+