Tempo
|

Interativo

Tondela estreia Viseu no mapa de distritos com finalistas da Taça de Portugal

21 abr, 2022 - 12:45 • Luís Aresta , Eduardo Soares da Silva

O Tondela é o 26.º clube finalista da prova e Viseu é o 13.º distrito representado na final da Taça de Portugal. José Carlos Lopes, presidente da AF Viseu, não escolhe adversário para a grande final e confia nas armas do Tondela para conquistar o troféu. Veja o mapa.

A+ / A-

O distrito de Viseu vai estrear-se na final da Taça de Portugal com a inédita qualificação do Tondela, na última noite, frente ao Mafra.

Não são todas as Associações de Futebol do país que se orgulham de ter o nome inscrito nas finais da Taça, prova amplamente dominada pelos principais emblemas de Lisboa e do Porto.

Viana do Castelo, Bragança, Guarda, Santarém, Évora e Beja, assim como a Região Autónoma dos Açores nunca tiveram um representante na final da prova.

Mais restrito é o lote de vencedores fora dos dois grandes polos do futebol português: Académica (Coimbra), Vitória Futebol Clube (Setúbal), Beira-Mar (Aveiro), Sporting Clube de Braga e Vitória Sport Clube (Braga).

O Tondela é o 26º clube a estrear-se na final da Taça e, com ele, a AF Viseu, fundada a 15 de outubro de 1926 e inicialmente denominada de Federação Desportiva de Viseu. Tem quase 100 anos e é mais antiga do que a própria Taça de Portugal.

A primeira edição da Taça foi disputada há 83 anos. A 25 de junho de 1939, no Estádio José Manuel Soares, na Ajuda, em Lisboa, a Académica impôs-se ao Benfica por 4-3.

Em entrevista a Bola Branca, José Carlos Lopes, presidente da AF Viseu, concorda que a simples possibilidade de poder discutir o título é, já por si, um momento histórico para clube e associação.

“Passado quase um século, será a primeira vez. Há que aproveitar esta oportunidade para incrementar o futebol e toda a região de Viseu”, sublinha o dirigente.

O Jamor será palco aproveitado pelos beirões para valorizar o que há de bom em Tondela e por toda a região de Lafões. Vitela e vinho do Dão serão ingredientes na festa da Taça, mas é no desenvolvimento do futebol que José Carlos Lopes encontra um forte potencial.

“O futebol de Viseu tem evoluído nos últimos anos, a nível de clubes filiados e da formação. É uma boa altura para incrementar o ‘desporto-rei’ para um desenvolvimento ainda maior no distrito, que tão importante é depois da paragem com a pandemia. A retoma está a dar-se e em Viseu estamos a atingir o número de praticantes que tínhamos antes da pandemia” assinala.

Ambição de vencer o troféu

É com a ambição de vencer pela primeira vez a Taça de Portugal que o Tondela estará na final da “prova-rainha” do futebol português, dia 22 de maio, no Estádio Nacional.

“Para a Associação de Futebol de Viseu e para o Tondela, qualquer clube será um digno representante e um opositor forte, mas o Tondela terá as suas armas para poder representar dignamente e, quiçá, vencer pela primeira vez a Taça de Portugal”, declara.

Jogadores celebraram inédita qualificação.  Foto: Miguel A. Lopes/Lusa
Jogadores celebraram inédita qualificação. Foto: Miguel A. Lopes/Lusa
Boselli marcou o golo, em Mafra, que confirmou a presença inédita no Jamor. Foto: Miguel A. Lopes/Lusa
Boselli marcou o golo, em Mafra, que confirmou a presença inédita no Jamor. Foto: Miguel A. Lopes/Lusa
Nuno Campos estreia-se na final da Taça enquanto treinador principal. Foto: Paulo Novais/Lusa
Nuno Campos estreia-se na final da Taça enquanto treinador principal. Foto: Paulo Novais/Lusa
Tiago Dantas marcou um dos golos da vitória por 3-0 na primeira mão. Foto: Paulo Novais/Lusa
Tiago Dantas marcou um dos golos da vitória por 3-0 na primeira mão. Foto: Paulo Novais/Lusa

Apoio ao Tondela na “Operação Jamor”

Quer seja frente ao Porto ou o Sporting, o Tondela vai seguramente levar ao Estádio Nacional largos milhares de beirões.

Na Grande Lisboa reside um elevado número de naturais do distrito de Viseu. A associação garante total apoio ao seu filiado em garantir uma deslocação em massa de adeptos do Tondela.

“A associação vai estar, em colaboração com o Tondela, a fazer todos os esforços para termos uma grande adesão de adeptos do Tondela e da região de Viseu e podermos representar ao mais alto nível esta região de Lafões que tanto gosta de desporto”, sublinha José Carlos Lopes.

Festa a dobrar seria juntar permanência na I Liga

A par dos três grandes do futebol português, o Tondela é o único clube que, tendo conquistado um lugar no primeiro escalão, nunca desceu de divisão.

O emblema do distrito de Viseu, campeão da II Liga na época 2014/2015, cumpre a sétima temporada consecutiva na I Liga. Para trás ficaram alguns sustos, com a equipa a evitar a descida na derradeira jornada. Esta época, o cenário de aflição volta a acontecer, com a equipa no penúltimo lugar da classificação.

Após o empate em Mafra com que garantiram a presença na final da Taça, foram vários os jogadores a apelar publicamente aos adeptos para que não faltem com o apoio à equipa nas últimas quatro rondas do campeonato.

O próximo confronto é sábado, frente ao Vitória de Guimarães, de Pepa, um treinador que, por ironia, já evitou uma descida do Tondela. O momento dos beirões tem tanto de complicado como de desafiante, como reconhece o presidente da AF Viseu.

“A partir de hoje é começar a pensar na manutenção que ao longo destes anos o Tondela tem conseguido. É o foco e todos os adeptos têm de colaborar para o Tondela, além dos três grandes, continuar a ser o único clube a nunca ter descido da I Liga”, conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+