Tempo
|

Liga 3

Antes de terminar a carreira, Babanco quer voltar à II Liga com a União de Leiria

11 jan, 2022 - 09:00 • Eduardo Soares da Silva

Em entrevista à Renascença, o internacional cabo-verdiano faz um balanço positivo da nova Liga 3, que considera estar "muito próxima, para não dizer igual," à II Liga. Com mais de 200 jogos nos campeonatos profissionais, o médio pensa em jogar, pelo menos, mais uma temporada.

A+ / A-

Babanco gostaria de terminar a carreira nos campeonatos profissionais e, de preferência, com a União de Leiria. O internacional cabo-verdiano é uma das figuras do clube que lidera a série B da Liga 3, a nova prova da Federação Portuguesa de Futebol.

Aos 36 anos e com vasta experiência no futebol português, com passagens por Arouca, Olhanense, Estoril, Feirense e Desportivo de Chaves, Babanco ainda sonha com o regresso aos campeonatos profissionais.

"O meu sonho é acabar, pelo menos, num campeonato profissional. Na minha cabeça, o meu objetivo é chegar lá. Se conseguir com a União de Leiria seria ótimo. Vou trabalhar para isso, espero que as coisas continuem a correr bem e para o ano esteja na II Liga", diz, à Renascença.

O médio defensivo garante que jogará, pelo menos, mais uma temporada. O futuro não deverá ser ligado ao futebol e não será em Portugal.

"Ainda penso jogar no próximo ano, tenho mais uma época de contrato. Não sei se vou querer ficar ligado ao futebol. O meu objetivo é, em princípio, voltar para Cabo Verde. Agora tenho os filhos e já se pensa um pouco. Neste momento, penso em acabar o meu contrato com a União de Leiria e ver o que o futuro me traz. Se calhar poderei jogar mais, ou acabar. O tempo dirá qual é a melhor decisão", atira.

Liga 3 "muito próxima" da II Liga

A nova Liga 3 está num nível "muito próximo" da II Liga. Babanco somou 150 jogos no primeiro escalão e 55 na II Liga e avalia a nova provada Federação Portuguesa de Futebol.

"Faço um balanço positivo. A Liga 3 está muito próxima, para não dizer que está igual, à II Liga. Acompanho jogos das duas divisões e as equipas têm a mesma qualidade, não há grande diferença. A visibilidade está ótima na Liga 3. Há notícias dos jogadores e há prémios, é totalmente diferente do Campeonato de Portugal. Já sinto que a Liga 3 é um campeonato profissional e isso motiva ainda mais os jogadores a querer chegar a uma I Liga", explica.

Esta é a segunda temporada de Babanco na União de Leiria. Na temporada passada, o clube jogava no Campeonato de Portugal, antes da reformulação das competições. A organização é totalmente diferente este ano.

"Há uma diferença muito grande [entre Liga 3 e Campeonato de Portugal]. As condições na Liga 3 são totalmente diferentes. No ano passado, havia uma diferença grande para as equipas do fundo da tabela, que tinham orçamentos e condições muito diferentes. A Liga 3 não tem sintéticos também e isso ajuda muito os jogadores", explica.

A União de Leiria é um histórico do futebol português. A última temporada no principal escalão foi em 2012. O objetivo é, no imediato, voltar à II Liga: "O Leiria é uma equipa com história nos campeonatos profissionais, claro que tem essa ambição. Pensamos jogo a jogo, mas queremos atingir os nossos objetivos. No final fazemos as contas".

Além de Babanco, o plantel dos leirienses, treinado por Bino, é composto por mais elementos que têm experiência nos campeonatos profissionais, como Diego Galo, João Dias, Diogo Amado, Kuca, entre outros.

A equipa lidera a Série B da Liga 3, com 10 pontos de avanço sobre o Torreense, segundo classificado. Os quatro primeiros classificados da série juntam-se aos quatro primeiros da Série A para disputar a fase de subida. Os dois primeiros da segunda fase são promovidos à II Liga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+