Tempo
|

Mundial 2022

Luís Castro aconselha Portugal a ganhar ao Uruguai para evitar o Brasil

25 nov, 2022 - 18:17 • Rui Viegas

Treinador português do Botafogo analisa o mundial do Qatar (onde trabalhou) e a prestação da seleção nacional no Mundial 2022.

A+ / A-

Luís Castro destaca a necessidade de Portugal derrotar o Uruguai, na segunda jornada da fase de grupos do Mundial 2022, para se qualificar e evitar o Brasil na fase a eliminar, depois de uma estreia, frente ao Gana, em que, na opinião do treinador, mais do que a exibição, importou o resultado.

Em entrevista exclusiva a Bola Branca, Luís Castro assume "esperança" de que a seleção nacional consiga "um bom desempenho, até em termos classificativos", no Qatar. O jogo de estreia não primou por "um grande desempenho, mas foi suficiente para somar três pontos", com que lidera o grupo H de forma isolada.

"Agora há que ganhar o próximo jogo, para nos classificarmos para a próxima fase [oitavos de final] sem encontrarmos um Brasil, que está forte. Na minha perspetiva, há, ainda, uma Inglaterra, uma França ou uma Espanha muito dificeis. Não sei como se irá pôr em pé a Argentina, isto com base nos primeiros jogos. O Brasil, mesmo sem Neymar e Danilo, será sempre uma seleção forte", começa por analisar Luís Castro, que já trabalhou no Qatar.

O treinador considera que a organização do Mundial "tem sido perfeita", apesar do "choque de culturas".

"Ainda hoje [esta sexta-feira] falava com quem lá está e diziam-me que está toda a gente muito satisfeita. Ao nível do choque de culturas, o Mundial é para isso mesmo: para se saber viver nessa coabitação", faz notar.

Portugal defronta o Uruguai na próxima segunda-feira, às 19h00, no Estádio de Lusail. Termina a fase de grupos diante da Coreia do Sul, de Paulo Bento, no dia 2 de dezembro, às 15h00, no Estádio Cidade da Educação. Os dois jogos terão relato, em direto do Qatar, na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+