Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Benfica sem emenda

17 jan, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Uma má exibição da quase totalidade dos seus jogadores e, pior do que isso, um novo mau resultado que acabou por dilatar ainda mais a diferença para Porto e Sporting.

No jogo de há uma semana no estádio da Luz em que o Benfica derrotou o Paços de Ferreira ficara a sensação, embora ténue, de que a equipa encarnada poderia ter começado aí a cimentar a sensação de que o regresso aos bons tempos começava a perceber-se, podendo tomar forma nos desafios que viriam a seguir.

Ainda que consideravelmente atrasado em relação aos concorrentes mais diretos, o facto de faltar meio-campeonato permitia alimentar a esperança, e dar aos sócios e adeptos do clube da águia a possibilidade de manterem o sonho de continuar a ser possível aceder aos títulos em que ainda está empenhado.

Além disso, o calendário permitia encarar o futuro imediato com alguma relativa tranquilidade dado que os adversários incluídos no calendário imediato não pertencem, à primeira vista, ao seu campeonato.

Na jornada a seguir estava previsto o jogo com o Moreirense, equipa em dificuldades, apenas com um ponto acima da linha de água, e porque os benfiquistas voltavam a jogar em casa, as apostas não davam margem de sucesso, mínima sequer, à equipa de Moreira de Cónegos.

Só que o futebol é recheado de imprevistos a cada momento, razão pela qual continua a suscitar paixões por esse mundo fora. E, agora com novo treinador, o sempre enfant-terrible Sá Pinto, o Moreirense parecia capaz de vir a Lisboa para bater o pé ao seu poderoso adversário.

Foi o que aconteceu num sábado em que tudo voltou a correr mal aos agora comandados de Nelson Veríssimo: má exibição da quase totalidade dos seus jogadores e, pior do que isso, um novo mau resultado que acabou por dilatar ainda mais a diferença para Porto e Sporting, afastando assim cada vez mais a hipótese de ainda poderem pensar na conquista do campeonato em curso.

Para esta situação do Benfica muito contribuíram também as vitórias depois alcançadas por leões e dragões, o primeiro em Vizela, onde retocou a sombria imagem trazida dos Açores, e os nortenhos com um triunfo fácil, como se previa, sobre aquela que é globalmente considerada neste momento a pior equipa deste campeonato.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Santos
    17 jan, 2022 Lx 08:59
    Não há erros de arbitragem quando o Benfica é prejudicado, parece ser unânime que o golo do Moreirense foi irregular.