João Duque n´As Três da Manhã
Terças e quintas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
Presidente da TAP “não tem condições para ficar, mas não quero que vá embora”

João Duque

Presidente da TAP “não tem condições para ficar, mas não quero que vá embora”

19 jan, 2023 • Sérgio Costa , Cristina Nascimento


Comentador da Renascença analisa a audição de Christine Ourmières-Widener. Duque considera que vários detalhes ficaram por esclarecer, mas receia que uma saída da presidente executiva resulte em nova despesa para os cofres públicos.

O comentador da Renascença João Duque considera que a presidente executiva da TAP Christine Ourmières-Widener "não tem condições para ficar" à frente da empresa, mas não quer "que vá embora, porque senão já sei quem é que vai pagar".

O economista aludia, de forma indireta, ao pagamento de 500 mil euros feito a Alexandra Reis, valor que recebeu quando saiu da companhia aérea.

Christine Ourmières-Widener foi recentemente ao Parlamento prestar esclarecimentos sobre esta saída, uma audição que, no entender de João Duque, não foi esclarecedora.

Duque aponta, por exemplo, a falta de explicações sobre o diferendo entre Alexadra Reis e a administração da empresa que conduziu à sua saída e a falta de informações sobre o plano de reestruturação da TAP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.