Tempo
|
Henrique Monteiro n´As Três da Manhã
Terças e quintas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
Imposição de ir ao desfile do 25 de abril só por convite - Henrique Monteiro

"Associação promotora das conquistas da revolução. Que raio de associação é essa?”

23 abr, 2021 • Olímpia Mairos


Henrique Monteiro admite que o 25 de abril deve ter “uma mínima organização”, mas não entende que seja “algo partilhado com partidos e com associações”.

O comentador d’As Três da Manhã criticou esta sexta-feira a decisão da Associação 25 de abril de não permitir a participação da Iniciativa Liberal nas comemorações do Dia da Liberdade.

“Vasco Lourenço, do meu ponto de vista, fez mal, porque ele devia acomodar mais duas pessoas ou três muito facilmente. Mesmo quando a DGS diz que não pode ter mais de 1.000, não quer dizer que não possa ter 1. 003”, disse Henrique Monteiro.

O comentador lembra que o PS criticou a decisão da associação, “mas não fez o que o Livre fez, o que é extraordinário, porque também podia ter oferecido lugares”.

Questionado se houve aproveitamento partidário por parte da Iniciativa Liberal, o comentador afirma que “aproveitamento partidário todos os partidos fazem”.

Lembra ainda que “o 25 de abril é a reconquista da liberdade”, para recordar um episódio que aconteceu no “1º de maio de 1975, em que Mário Soares e Salgado Zenha e todas as pessoas do PS foram impedidas de estar na tribuna pelo Partido Comunista e pela Intersindical”.

“Portanto, esta ideia de se dizer que só comemora quem eu deixo e não quem adere ou quem está de acordo com aqueles ideais, é antiga”, assinala.

Henrique Monteiro admite que o 25 de abril deve ter “uma mínima organização”, mas não entende que seja “algo partilhado com partidos e com associações”.

Associação promotora das conquistas da revolução. Que raio de associação é essa?”, questiona.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.