Francisco Sarsfield Cabral
Opinião de Francisco Sarsfield Cabral
A+ / A-

Um mercado volátil e incerto

27 jan, 2023 • Opinião de Francisco Sarsfield Cabral


O consumo mundial de petróleo irá crescer em 2023. Mas os investidores hesitam em apostar no alargamento da oferta. Preparemo-nos para a instabilidade no mercado petrolífero.

A Agência Internacional de Energia prevê para o ano corrente uma subida na procura mundial de petróleo, muito por efeito de um maior consumo do combustível para a aviação. Por outro lado, a necessidade de poupar gás natural, que a Rússia fornecia, levou alguns países a retomarem o consumo de carvão, uma fonte energética muito poluente mas que parece inesgotável.

Trata-se de passos atrás na necessária transição energética, naturalmente, mas inevitáveis. Ninguém aceitaria a imposição de fortes reduções no consumo de energia em pleno inverno, sobretudo em países de baixas temperaturas.

A invasão russa da Ucrânia conduziu a um aumento nos preços da energia. Algumas medidas de poupança energética e um maior recurso às reservas estratégicas de petróleo dos Estados Unidos evitaram males maiores. Essas medidas terão de se manter e até de se acentuar em 2023.

Uma coisa é certa num mercado energético mundial tão instável: continua a fazer sentido o investimento nas energias renováveis, solar e eólica nomeadamente. Embora se comecem a ouvir reações negativas aos problemas do ambiente e paisagem que coloca o aproveitamento do vento como fonte de energia.

Os preços do gás natural e do petróleo deixaram de subir nas últimas semanas. Mas o mercado mundial da energia está muito volátil e incerto. Por exemplo, fará sentido económico investir em combustíveis fósseis agora, sabendo que daqui a alguns anos eles deixarão em grande parte de ser consumidos? Os investidores hesitam e nem todos tomam a mesma posição; se houver uma desistência generalizada no investimento em fontes de petróleo poderão ocorrer altas pontuais nos preços.

Preparemo-nos para a instabilidade no mercado petrolífero na segunda metade do ano corrente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.