Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Sabia que pode votar em qualquer lugar nas eleições europeias?

​Explicador Renascença

Posso escolher o local de voto nas eleições europeias?

07 jun, 2024 • Anabela Góis


No Portal do Eleitor, para além de saber quais as mesas de voto que vão estar abertas mais perto da sua localização, é possível filtrar as mesas com menos tempo. Ouça o podcast.

As eleições europeias são já no próximo domingo e, pela primeira vez, vai ser possível votar em qualquer mesa, sem inscrição prévia. Neste Explicador Renascença, vamos detalhar algumas questões que ainda podem levantar dúvidas. Ouça o podcast.

Podemos votar em qualquer local nas eleições europeias de 9 de junho?

Afirmativo. É uma forma de combater a abstenção. Assim não há desculpas, uma vez que os eleitores podem votar onde estiverem, mesmo que seja num outro país.

Esta novidade é possível graças à desmaterialização dos cadernos eleitorais, ou seja, os cadernos estão no computador e não no papel.

Na prática - desde que tenham à mão um documento de identificação - os eleitores podem votar fora do seu local de recenseamento, numa qualquer mesa de voto à sua escolha.

Um documento de identificação? Não é preciso o Cartão de Cidadão?

Não. Essa é outra novidade destas eleições. Para votar podemos usar o documento de identificação civil, como o Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade, mas também qualquer outro documento oficial com fotografia atualizada, por exemplo, o Passaporte ou a Carta de Condução.

Por exemplo, uma pessoa que perdeu a carteira e não tem nenhum documento de identificação, mesmo assim pode votar, mas nesse caso só na mesa de voto em que está recenseado, desde que tenha testemunhas que podem ser os próprios membros da mesa de voto.

Mas se toda a gente pode votar onde quer, corremos o risco de ter de esperar mais do que o habitual ou não?

Não, porque podemos acompanhar ao momento qual o tempo de espera em cada local de voto. Está tudo no Portal do Eleitor. Ali, para além de saber quais as mesas de voto que vão estar abertas mais perto da sua localização, é possível filtrar as mesas com menos tempo.

Por exemplo, para escolher a mesa mais próxima, o eleitor deve colocar uma morada à escolha, seleciona a distância em quilómetros que lhe interessa e depois o motor de busca elenca o número de locais disponíveis no raio selecionado.

E quem for passar o fim de semana a Paris ou Madrid, pode fazer o mesmo?

Pode. Independentemente do local onde esteja recenseado, o eleitor pode ir a uma mesa de voto na capital francesa, na espanhola ou no Brasil. Fora do território nacional vota-se na embaixada ou no consulado português, bastando para isso apresentar o documento de identificação e sem necessidade de inscrição prévia.

E como é que se faz a identificação do eleitor?

No próprio computador. No caso de Cartão de Cidadão, a identidade é confirmada através da leitura eletrónica do cartão. Se o eleitor usar o passaporte ou o bilhete de identidade será feira uma pesquisa manual dos dados nos computadores para esse efeito.

O Governo e a Comissão Nacional de Eleições (CNE) garantem que este processo é seguro. As comunicações com a base de dados central são asseguradas através de redes privadas virtuais, acesso de dados móveis ou circuitos dedicados ao processo eleitoral.

E se faltarem os boletins de voto devido à elevada afluência a uma mesa?

Esse é um risco de facto, mas porque é impossível prever quantas pessoas vão votar em cada local, a Comissão Nacional de Eleições reforçou a quantidade de boletins disponíveis nas mesas. E embora sem revelar como, a CNE garante que há mecanismos para resolver eventuais falhas.

Sabe fazer transferências bancárias com o SPIN?
Trabalhadores e empresas que testaram semana de quatro dias querem manter o modelo
Afinal o que se passa com o preço dos combustíveis?
Quando é que os pais podem matricular os filhos para o próximo letivo?
​Ensino Superior. Que cursos têm maior e menor taxa de desemprego?
O que sabemos sobre o novo pacote anticorrupção?
Aumentar o preço da água para evitar o desperdício. Vai acontecer?
As pessoas queixam-se cada vez mais dos transportes públicos. Porquê?
Nunca houve tanta gente a viver em Portugal?
Covid-19. Devemos estar preocupados com o aumento de casos este verão?
Audição ao caso das gémeas. O que disse Lacerda Sales?
O que fará António Costa se for nomeado para presidente do Conselho Europeu?
Qual é a melhor forma de ir para o Rock in Rio?
Como é que as palavras da ministra da Saúde levaram à demissão da administração do Hospital de Viseu?
Quais as condições para ter acesso à isenção do IMT e de Imposto de Selo?
Caso Saco Azul. Quais podem ser as consequências para o Benfica?
O que muda com o novo cartão de cidadão?
O que há de novo no caso das gémeas do Hospital Santa Maria?
Quais são as diferenças entre as propostas da AD e do PS de redução do IRS?
Quanto é que Portugal já recebeu  da UE?
Há novidades no acesso às creches privadas. Qual é o impacto na vida das famílias?
Acesso a creches privadas. O que muda?
Governo acaba com manifestação de interesse para imigrantes. O que é?
Quem são os imigrantes a trabalhar em Portugal?
Foram os privados a elaborar a reforma do Governo para o SNS?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.