Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
EUA autorizam uso de armas contra alvos na Rússia. Quais são as consequências?
Ouça o Explicador aqui.

Explicador Renascença

EUA autorizam uso de armas contra alvos na Rússia. Quais são as consequências?

31 mai, 2024 • André Rodrigues


O Presidente norte-americano terá dado luz verde à utilização de armamento dos EUA apenas junto à frente de combate da cidade ucraniana de Kharkiv, próxima da fronteira com a Rússia.

É uma notícia a marcar as últimas horas: a Ucrânia já pode utilizar armamento dos contra alvos em solo russo. Joe Biden acaba por ceder à pressão de Kiev, numa altura em que o leste da Ucrânia está a ser alvo de intensos ataques por parte da Rússia.

Que consequências é que isto pode ter?

Essa é a grande pergunta nesta altura.

Ainda não é conhecida uma reação por parte da Rússia a este mais recente desenvolvimento, esta questão do uso de armas ocidentais em território russo, que tem dividido os países da NATO.

Aqueles que estão mais perto da fronteira com a Rússia mostram-se favoráveis ao uso do equipamento militar fornecido à Ucrânia, porque também se sentem mais ameaçados.

Mas outros países, como por exemplo a Itália, já disseram que proíbem o uso das armas fornecidas à Ucrânia contra alvos dentro da Rússia.

Essa era, também, a posição dos Estados Unidos. O que mudou?

Esta posição norte-americana, apesar de não ser pública, vai ao encontro do apelo feito pelo secretário-geral da NATO. E é bastante significativa, uma vez que os EUA são o principal fornecedor de armamento à Ucrânia.

Na reunião de chefes da diplomacia da Aliança Atlântica que esta sexta-feira termina em Praga, Jens Stoltenberg pediu aos Aliados que revejam as restrições colocadas ao armamento ocidental usado em território russo.

Mas porquê, isso não nos deixa à beira de um confronto direto com a Rússia?

É uma possibilidade e, por isso mesmo, vários países consideram que autorizar a Ucrânia a atacar posições em território russo com armamento ocidental poderia ser interpretado como uma intervenção direta do Ocidente no conflito e levar a uma escalada.

Mas o secretário-geral da NATO entende que o conflito é dinâmico. A Rússia está a bombardear a região de Kharkiv, não com uma invasão, de facto, mas usando o seu próprio território para atacar o nordeste da Ucrânia.

O objetivo desta autorização norte-americana é, precisamente, evitar ataques russos, como o que ocorreu - mais um na última madrugada - e que resultou em três vítimas mortais na cidade de Kharkiv.

E qual é a posição de Portugal neste tema?

A pergunta foi feita ao ministro da Defesa e Nuno Melo defende diz apoiar o uso de armamento ocidental para destruir peças de artilharia em solo russo. Contudo, fez questão de sublinhar que esta é uma opinião sua e que não vincula o Governo.

Sabe fazer transferências bancárias com o SPIN?
Trabalhadores e empresas que testaram semana de quatro dias querem manter o modelo
Afinal o que se passa com o preço dos combustíveis?
Quando é que os pais podem matricular os filhos para o próximo letivo?
​Ensino Superior. Que cursos têm maior e menor taxa de desemprego?
O que sabemos sobre o novo pacote anticorrupção?
Aumentar o preço da água para evitar o desperdício. Vai acontecer?
As pessoas queixam-se cada vez mais dos transportes públicos. Porquê?
Nunca houve tanta gente a viver em Portugal?
Covid-19. Devemos estar preocupados com o aumento de casos este verão?
Audição ao caso das gémeas. O que disse Lacerda Sales?
O que fará António Costa se for nomeado para presidente do Conselho Europeu?
Qual é a melhor forma de ir para o Rock in Rio?
Como é que as palavras da ministra da Saúde levaram à demissão da administração do Hospital de Viseu?
Quais as condições para ter acesso à isenção do IMT e de Imposto de Selo?
Caso Saco Azul. Quais podem ser as consequências para o Benfica?
O que muda com o novo cartão de cidadão?
Posso escolher o local de voto nas eleições europeias?
O que há de novo no caso das gémeas do Hospital Santa Maria?
Quais são as diferenças entre as propostas da AD e do PS de redução do IRS?
Quanto é que Portugal já recebeu  da UE?
Há novidades no acesso às creches privadas. Qual é o impacto na vida das famílias?
Acesso a creches privadas. O que muda?
Governo acaba com manifestação de interesse para imigrantes. O que é?
Quem são os imigrantes a trabalhar em Portugal?
Foram os privados a elaborar a reforma do Governo para o SNS?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.