Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Quase 100 mil eleitores já se inscreveram para o voto antecipado. Como funciona?
Ouça o Explicador aqui.

Explicador Renascença

Quase 100 mil eleitores já se inscreveram para o voto antecipado. Como funciona?

28 mai, 2024 • André Rodrigues


Qualquer eleitor recenseado em Portugal pode votar sem ser no local onde está recenseado.

Quase 100 mil eleitores já se inscreveram para o voto antecipado nas europeias de dia 9 de junho. São dados do Ministério da Administração Interna até ao meio-dia de segunda-feira-

Como é que funciona?

Qualquer eleitor recenseado em território nacional pode pedir para votar antes da data das eleições. Neste caso, como as europeias são no dia 9 de junho, o voto antecipado em mobilidade vai ser uma semana antes, portanto já no próximo domingo.

Basta para isso aceder ao portal votoantecipado.pt, inserir o número do cartão de cidadão, a data de nascimento e escolher a mesa de voto.

Em qualquer zona do país?

Sim, qualquer eleitor recenseado em Portugal pode votar antecipadamente sem ser no local onde está recenseado, daí chamar-se voto antecipado em mobilidade.

Por exemplo, quem está recenseado e vive em Lisboa, mas não estiver em Lisboa no dia das eleições, pode pedir para votar uma semana antes, se pretender, pode fazê-lo no seu local habitual, ou em qualquer outro ponto do país.

Tem é de levar o cartão de cidadão, ou um documento válido e exercer o seu direito de voto.

Quem pedir o voto antecipado e, por alguma razão, não o fizer, perde o direito a votar?

Em circunstância alguma um eleitor perde o direito ao voto.

E pode fazê-lo no dia 9 de junho - isso está sempre garantido - em qualquer mesa de voto em Portugal ou em qualquer mesa de voto numa embaixada portuguesa ou secção consular, se estiver no estrangeiro.

Até quando é possível a inscrição para votar antecipadamente?

Quinta-feira, dia 30 de maio, é a data limite para pedir o voto antecipado em mobilidade.

No dia das eleições, também é possível votar fora do local de recenseamento?

Sim, aliás será a primeira vez que isso é permitido. Ou seja, no dia 9 de junho, qualquer eleitor pode votar onde quiser, em Portugal ou no estrangeiro, sem pré-aviso ou inscrição.

Isto porque os habituais cadernos eleitorais, que estão junto às urnas, vão ser substituídos por cadernos eleitorais em formato digital. Além disso, ao contrário do que acontece, por exemplo, nas eleições legislativas, o círculo eleitoral para as europeias é nacional e não por distrito.

E tudo isto tem um objetivo: combater a abstenção. Nas europeias de 2019, Portugal teve uma taxa de abstenção próxima dos 70%, a pior desde a entrada para União Europeia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.