Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Porque vai a eletricidade ficar mais cara em junho?

Explicador Renascença

Porque vai a eletricidade ficar mais cara em junho?

13 mai, 2024 • Fátima Casanova


Foi recentemente notícia que a fatura da luz pode ficar mais cara a partir de junho, com um aumento entre os 6 e os 13 euros por mês.

O consumidor pode pagar mais porquê?

O consumidor pode pagar mais por causa do aumento das chamadas tarifas de acesso. Tem a ver com o custo da eletricidade que é comprada aos produtores com “remuneração garantida”. Este termo mais não é do que o preço que foi estabelecido por contrato entre o Estado e os produtores.

Se o preço no mercado grossista estiver abaixo do valor desses contratos, é preciso pagar a diferença.

E é aí que entram os consumidores, imagino?

Sim, porque a diferença entre o valor que foi definido em contrato e o preço que está no mercado grossista constitui um sobrecusto para o sistema elétrico nacional.

Para este ano, o valor médio de referência definido foi de 88 euros por megawatt/hora. No primeiro trimestre, o valor no mercado grossista foi de metade, ficando pelos 44 euros.

É essa diferença que tenho de ajudar a pagar?

Sim, para evitar o que aconteceu em 2023, quando o défice tarifário foi de 2 milhões de euros. Para evitar que esse desvio sobrecarregue os preços em 2025, a ERSE, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, propôs fazer este ajustamento, aumentando as tarifas de acesso.

Cerca de 30% do consumo de eletricidade em Portugal tem a remuneração garantida, o tal preço que é fixado por contrato, que em tempos conturbados até pode proteger o consumidor: como fez, por exemplo, aquando da invasão da Ucrânia, pela Rússia, o preço da eletricidade disparou no MIBEL, o mercado ibérico de eletricidade, mas como Portugal tinha esse mecanismo, conseguiu que os consumidores não tivessem sentido uma subida tão grande.

Se apenas 30% do conusmo de eletricidade em Portugal tem a remuneração garantida, o que acontece com o resto?

O resto é em grande parte a chamada tarifa de energia, com base no preço que é praticado no mercado grossista.

Nos primeiros 3 meses do ano, o valor foi de 44 euros por megawatt/hora. Em abril, o preço médio desceu para os 13 euros, e neste mês os valores têm estado ainda mais baixos.

Amanhã, por exemplo, segundo o operador da eletricidade no mercado ibérico, o valor por megawatt/hora vai ser de 8 euros e 15 cêntimos. O preço desta componente tem estado a baixar.

Portanto, temos aqui duas variáveis com sentido oposto: as tarifas de acesso sobem e as tarifas de energia descem.

Não se podem anular uma à outra e assim, o consumidor não sentiria qualquer efeito na fatura?

A ERSE entende que sim e, por isso, na revisão excecional das tarifas de eletricidade, propõe uma descida de 0,1%. O que praticamente deixa a fatura na mesma.

Mas atenção: isto só é válido para os cerca de 900 mil consumidores que ainda estão no mercado regulado.

Quanto aos outros, têm de simular junto dos diferentes comercializadores para saberem qual oferece a tarifa mais barata. Há um simulador no site da ERSE que pode ajudar nesta tarefa.

Portugal vai reconhecer a Palestina?
Professores. Por que é que há sindicatos que não aceitaram o acordo do Governo?
O que diz o acordo entre professores e o Governo?
Por que é que o Tribunal Penal Internacional pede mandado de captura a Netanyahu?
Quais são as novas regras das transferências bancárias?
Visita "Ad Limina": o que é e em que consiste?
Devia Aguiar-Branco ter reprimido Ventura no Parlamento?
Cristo Rei faz 65 anos. O que sabemos sobre este monumento?
O que esperar do acordo para reduzir o valor do IRS?
Afinal, o Papa vai ou não a Niceia?
O que motivou o ataque ao primeiro-ministro da Eslováquia?
Risco de pobreza aumentou em 2023. Quem são as famílias em maior risco?
Aeroporto Luís de Camões. É desta que a obra é feita?
Os Super Dragões terão ficado com bilhetes para benefício próprio?
Hospitais com falhas em medicamento usado para tratar cancro. O que está a ser feito?
Como aceder ao complemento solidário para idosos?
Subida de 50 euros no CSI. Quando é que idosos começam a receber os aumentos?
Por que é que estão a aumentar os casos de tosse convulsa?
Jovens com direito à devolução de propinas devem fazer IRS?
Afinal o acordo de rendimentos do anterior Governo é mesmo para cumprir. O que significa?
José Castelo Branco detido pela GNR. O que se sabe até agora?
Afinal, o Sporting tem 20 ou 24 campeonatos?
Quanto recebem os eurodeputados fora do Parlamento Europeu?
O que é o crime de "traição à pátria" de que Marcelo pode ser acusado pelo Chega?
Quem é o jovem português que incentivava e coordenava massacres online?
Fim do pagamento das ex-SCUT vai avançar? Ou Governo avança com lei travão?
Portagens vão ser eliminadas nas ex-Scut?
Excedente em janeiro passou a défice em março. O que aconteceu?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    14 mai, 2024 aldeia 07:49
    A electricidade vai ficar mais cara,1º pela TROICA, depois veio a pandemia,não esquecer que há guerra na Ucrânia com a Russia,e guerra em Israel, e por fim estes "politicos" são ávidos por dinheiro,falam,falam,prometem nas campanhas eleitorais,mas quando estão no poder,é aumentar tudo.