Emissão Renascença | Ouvir Online
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Como é que devo validar as minhas faturas?
Ouça o Explicador Renascença

Explicador Renascença

Como é que devo validar as minhas faturas?

26 fev, 2024 • André Rodrigues


Depois de 26 de fevereiro, as faturas que permanecerem como não registadas ou não validadas no Portal das Finanças, entram automaticamente na dedução de despesas gerais familiares, que tem um limite de apenas 250 euros por contribuinte.

Esta segunda-feira termina o prazo para os contribuintes validarem as suas faturas.

Serão elas que servirão de base ao cálculo das deduções em sede de IRS.

O Explicador Renascença dá uma ajuda e esclarece como se devem validar.

Como é que isto se faz?

Faz-se através do portal E-Fatura.

O objetivo, nesta fase, é confirmar, em primeiro lugar, se todas as faturas que os contribuintes pediram ao longo do ano anterior foram comunicadas à Autoridade Tributária.

É, também, possível validar as faturas pendentes por falta de informação e, nesses casos, pode ser necessário indicar a que categoria de dedução correspondem.

Como assim?

Um exemplo, que acontece com bastante frequência nas faturas de saúde: No caso das despesas com IVA a 23%. é necessário associar uma receita médica para ter direito à dedução do imposto.

E quem não souber que categoria deve escolher?

Nesses casos, o Google pode dar uma ajuda: Basta copiar o nome de quem emitiu a fatura, pesquisar e logo aparecem vários sites onde é possível obter o código de atividade da empresa.

O que acontece a quem não regista?

Perde o direito ao reembolso daquela despesa.

Depois de 26 de fevereiro, as faturas que permanecerem como não registadas ou não validadas no Portal das Finanças, entram automaticamente na dedução de despesas gerais familiares, que tem um limite de apenas 250 euros por contribuinte.

Mesmo que sejam gastos com Educação e Saúde?

Exatamente. Se as faturas não forem registadas, a Autoridade Tributária não as reconhece como referentes a despesas realizadas nessas duas áreas - Saúde e Educação - que são das que mais influenciam o reembolso dos contribuintes.

No caso da Saúde, é possível deduzir 15% em despesas até mil euros. Isto inclui consultas, cirurgias, medicamentos e seguros de saúde.

No caso das despesas com Educação, a dedução máxima é de 800 euros, aplicando-se uma taxa de 30%.

As deduções são por contribuinte, ou por agregado familiar?

Por agregado familiar. Aliás, como acontece com todas as despesas que são dedutíveis à coleta de IRS.

São sempre consideradas por agregado familiar e não por contribuinte.

Que outras faturas permitem deduzir?

Tudo o que tenha a ver com compra de casa para habitação própria e permanente, ou arrendamento permanente; despesas com lares; reparação de automóveis e motociclos; restauração e alojamento em hotéis; cabeleireiros e salões de estética; atividades veterinárias; passes de transportes públicos; e ginásios.

Vamos ter uma superbase europeia de dados de saúde?
Por que é que se demitiu o diretor executivo do SNS?
Qual foi o impacto da pandemia nas crianças?
O que é o TikTok Lite e por que é que está a ser investigado?
O que mudou com o 25 de Abril?
Por que é que o Governo quer reformular o sistema de agendamento de vistos?
Quanto vamos poupar em IRS?
Como é que os bancos cobraram oito milhões de euros indevidos a clientes em 2023?
Fatura da luz pode aumentar. Porquê?
Atenção à fraude nas transferências bancárias. O que está a acontecer?
Relação esvaziou Operação Influencer?
Por que é que a adesão à estabilização de encargos com a compra da casa foi mais baixa que o estimado?
Porque há um valor mínimo para receber reembolso do IRS?
O que é que acontece se um clube não cumprir o fair-play financeiro da UEFA?
Afinal, qual é o valor da redução de IRS prevista pelo atual Governo?
Qual o impacto do Programa de Governo na sua carteira?
O novo Governo traz novidades no setor da habitação. O que muda?
Bispos aprovam indemnizações às vítimas de abuso. Mas quando e a quem podem pedir?
Como vai funcionar o suplemento remunerativo solidário, uma das novidades do programa do Governo?
Afinal o que diz o programa do Governo?
ADSE atualizou preços, mas não avisou beneficiários. O que muda?
Hospitais obrigados a permitir acompanhamento de idosos?
As avaliações nas escolas vão ou não ser feitas em modo digital?
Febre do eclipse solar. O que se vai passar na América?
Israel estará prestes a aceitar um cessar-fogo em Gaza. Quais são as condições?
Secretária de Estado recebeu indemnização da CP. O que sabemos?
Livro Verde da Segurança Social propõe fim da reforma aos 57 anos. Que proposta é esta?
Houve ilegalidade no caso das gémeas?
PSD pode continuar a governar mesmo que o Orçamento do Estado seja chumbado?
Estamos a consumir mais droga e álcool em Portugal?
Qual foi o desafio de Montenegro aos partidos para combater a corrupção?
Novo Governo toma posse esta terça-feira. E depois?
Reembolsos do IRS podem ser menores este ano?
O que causou os constrangimentos nas urgências de obstetrícia este fim de semana?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.