Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
A Meta vai condicionar o acesso a sugestões de conteúdo político nas redes sociais. O que é que isto significa?

Explicador Renascença

A Meta vai limitar o acesso a sugestões de conteúdo político nas redes sociais. O que é que isto significa?

12 fev, 2024 • Hugo Monteiro


Num ano globalmente marcado por muitas eleições, a empresa Meta vai permitir que os utilizadores escolham se querem, ou não, continuar a receber sugestões de publicações com caráter político.

A empresa Meta anunciou que vai condicionar o acesso a sugestões de conteúdo político no Instagram e no Threads.

O que é que isto significa? Os utilizadores vão deixar de receber, ou de aceder, a posts com caráter político?

Só se quiserem, ou seja, quem quiser continuar a receber sugestões de posts com caráter político, poderá e deverá ir às definições do Instagram e do Threads, entrar na opção “Conteúdo sugerido”, e depois clicar na opção “Conteúdo político”.

À partida, o acesso a esses temas vai estar, por pré-definição, limitado. Se o utilizador desejar receber essas sugestões de conteúdo tem, ele próprio, que optar por um acesso não limitado. Nada disto altera a forma como os utilizadores acedem a conteúdos de contas que eles escolhem seguir, aí fica tudo na mesma.

Porquê esta decisão de limitar o acesso a estas sugestões de conteúdo político?

Porque este é um ano que, globalmente, fica marcado por muitas eleições. Em todo o mundo, em 2024, vão realizar-se 76 atos eleitorais. Ou seja, quase metade da população mundial vai ser chamada a ir votar.

É o caso de Portugal, com Legislativas e Europeias. Daí esta decisão do Instagram e do Threads, e posteriormente do Facebook.

É uma forma de evitar influenciar, mesmo que indiretamente, os atos eleitorais, ou facilitar a difusão de mensagens falsas.

Mas isto pode ter influência, por exemplo, na forma como os meios de comunicação, credíveis, difundem as suas notícias, até porque cada vez se usam mais as redes sociais para as divulgar...

Pois pode. Esta decisão pode, efetivamente, influenciar a visibilidade dos próprios os órgãos de comunicação social. Apesar de Instagram e Threads sublinharem que não querem colocar-se entre os utilizadores e a circulação de conteúdo político, porque se o utilizador decidir seguir contas que publicam esse conteúdo, vai continuar a fazê-lo. Só tem de ativar essa opção nas definições.

O que é que é considerado "conteúdo político"?

Resumidamente, publicações relacionadas com a atividade de governos e com as eleições, como, por exemplo, campanhas eleitorais.

Quando é que isto entra em vigor?

Estas alterações deverão entrar em vigor nas próximas semanas no Instagram e Threads. Num momento posterior deverão estender-se ao Facebook.

No caso específico do Instagram vão aplicar-se aos espaços onde a plataforma recomenda conteúdo, como o Explorador, o Reels e na sugestão de utilizadores.

O que é que causou o incêndio que consumiu prédio em Valência?
Quais são os problemas no atendimento ao cidadão?
Quem vai estar dispensado de preencher o IRS?
Por que é que o sarampo se está a propagar rapidamente?
Julian Assange vai ser extraditado para os EUA?
Protesto dos polícias no Capitólio foi autorizado?
Missão militar europeia no Mar Vermelho. Quais são os meios e os objetivos?
O que é que fez o endividamento das famílias quadruplicar desde 2015?
Morreu Alexei Navalny. O que se sabe até agora?
Julgamento de suspeito do rapto de Maddie McCann está relacionado com o caso?
Madeira. O que é que vai acontecer agora que os três detidos foram libertados?
Já é possível ter o cartão de cidadão e a carta de condução no telemóvel. Como é que funciona?
Vai ser possível consultar online as declarações de rendimentos e património dos políticos. Que plataforma é esta?
Presencial, correspondência ou antecipado. Como votar nas eleições legislativas?
Por que é que as televisões recusaram debates com Nuno Melo a representar a AD?
Abandono escolar aumenta em Portugal. Porquê?
Por que é que há bancos a bloquear as contas dos clientes?
Baixas médicas e fim de grupo operacional. O que se passa na PSP?
A PSP está a investigar a própria PSP por suspeitas de fraude?
Quem é o pirata português procurado nos EUA?
Existe uma relação contratual entre um estafeta e a Uber Eats?
Dengue deixa Rio de Janeiro em estado de emergência. A culpa é do mosquito?
Os protestos dos polícias podem impedir as eleições legislativas?
O que sabemos da manifestação anti-Islão?
Cessar-fogo à vista. Aproxima-se o fim da guerra entre Israel e Hamas?
Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?
Telecomunicações mais caras. Por que é que os preços voltam a aumentar?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.