Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Regresso às aulas. Quantos alunos começam 2024 sem professores?
Ouça o Explicador Renascença

Explicador Renascença

Regresso às aulas. Quantos alunos começam 2024 sem professores?

03 jan, 2024 • Fátima Casanova


A FENPROF revelou que um quarto das escolas não conseguiram ter todos os professores no primeiro período letivo. O Ministério da Educação contrapõe que pouco mais de mil alunos tinham falta de pelo menos um professor no final de 2023.

Esta quarta-feira, milhares de alunos regressaram à escola para o segundo período do ano letivo.

Foi também esta quarta-feira que foi revelado que os portugueses elegeram a palavra "professor", como a palavra de 2023.

O Explicador Renascença refere quantos alunos ainda têm falta de professor, no novo ano.

Quantos alunos começam 2024 sem professores?

Os alunos regressaram esta quarta-feira à escola, mas isso não significa que tenham aulas a todas as disciplinas.

O Ministério da Educação diz que, “a 29 de dezembro, estavam sem professor a pelo menos uma disciplina 1.161 alunos”. O gabinete do ministro João Costa adianta que “não há horários por ocupar anteriores ao início de novembro”.

Mas, segundo uma estimativa do movimento “Missão Escola Pública”, pelo menos 35 mil alunos ainda não têm os professores todos neste arranque do segundo período. É de notar, ainda, que durante as férias escolares a plataforma de colocação de docentes esteve encerrada.

É um problema que vem do início do ano letivo?

Sim e já esta tarde a Fenprof revelou que um quarto das escolas não conseguiram ter todos os professores no primeiro período letivo.

Em conferência de imprensa, o líder da Fenprof disse ainda que apenas 41% das escolas completaram o quadro ao longo do mês de setembro.

A Fenprof diz ainda que muitas direções de escolas estão a deixar de pedir horários, ou seja, não os colocam a concurso, por considerarem que não vale a pena.

Que solução pode ser encontrada?

Para já, o que está a acontecer é que as escolas estão a contratar pessoas sem habilitação para dar aulas. O Governo abriu portas a essa possibilidade para combater a falta de professores.

Há advogados, por exemplo, a dar Português ou História ou geólogos a dar Geografia.

Esta é uma situação denunciada por sindicatos que dizem que as aprendizagens ficam comprometidas.

O ano letivo ainda tinha poucos dias e já havia mais de mil pessoas sem habilitação para a docência, que estavam a dar aulas.

A vinculação dinâmica não deveria trazer estabilidade às escolas?

A vinculação dinâmica ainda assim conseguiu colocar cerca de oito mil professores este ano letivo

No entanto, há professores a ameaçar desistir, porque, de acordo com as regras, vão ter de concorrer obrigatoriamente a todo o país e muitos destes docentes já dizem que se ficarem muito longe da área de residência vão rescindir.

Há um movimento que já reúne mais de 800 professores que aderiram à vinculação dinâmica que dizem isso mesmo.

"Professor" foi a palavra do ano de 2023?

Foi. Mais de 48% dos cerca de 90 mil votantes elegeram a palavra “professor”.

Esta é uma iniciativa da Porto Editora que considera que esta escolha tem a ver com as centenas de protestos e greves de professores que ocorreram por todo o país.

Curioso é que, logo a seguir, ficou outra profissão que tem sido notícia pelos protestos que tem protagonizado: “médico” foi a segunda mais votada na eleição da palavra do ano.

O que esperar do acordo para reduzir o valor do IRS?
Afinal, o Papa vai ou não a Niceia?
O que motivou o ataque ao primeiro-ministro da Eslováquia?
Risco de pobreza aumentou em 2023. Quem são as famílias em maior risco?
Aeroporto Luís de Camões. É desta que a obra é feita?
Porque vai a eletricidade ficar mais cara em junho?
Os Super Dragões terão ficado com bilhetes para benefício próprio?
Hospitais com falhas em medicamento usado para tratar cancro. O que está a ser feito?
Como aceder ao complemento solidário para idosos?
Subida de 50 euros no CSI. Quando é que idosos começam a receber os aumentos?
Por que é que estão a aumentar os casos de tosse convulsa?
Jovens com direito à devolução de propinas devem fazer IRS?
Afinal o acordo de rendimentos do anterior Governo é mesmo para cumprir. O que significa?
José Castelo Branco detido pela GNR. O que se sabe até agora?
Afinal, o Sporting tem 20 ou 24 campeonatos?
Quanto recebem os eurodeputados fora do Parlamento Europeu?
O que é o crime de "traição à pátria" de que Marcelo pode ser acusado pelo Chega?
Quem é o jovem português que incentivava e coordenava massacres online?
Fim do pagamento das ex-SCUT vai avançar? Ou Governo avança com lei travão?
Portagens vão ser eliminadas nas ex-Scut?
Excedente em janeiro passou a défice em março. O que aconteceu?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.