Siga-nos no Whatsapp
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
O que se sabe do caso das gémeas do Santa Maria?

O que se sabe do caso das gémeas do Santa Maria?

05 dez, 2023


Marcelo nega qualquer interferência direta no caso do tratamento, mas confirma ter havido um email do filho a questionar possibilidades de tratamento.

Temos dado conta da comunicação de Marcelo sobre o caso das gémeas tratadas no Hospital Santa Maria em Lisboa. O que há de novo?

Marcelo nega qualquer interferência direta no caso do tratamento, mas confirma ter havido um email do filho a questionar as possibilidades de tratamento das duas gémeas filhas de um casal amigo. Marcelo nega tratamento de favor e diz que a presidência da república encaminhou o email para a presidência do conselho de ministros, ou seja, para o Governo.

Então Marcelo está a colocar a responsabilidade do caso no Governo?

Não necessariamente. Marcelo apenas diz que reencaminhou o email para o Governo e diz desconhecer o seguimento que foi dada a essa correspondência. Não atribuiu qualquer responsabilidade

E o Governo já se pronunciou?

Ainda não, mas podemos recuperar o que disse à Renascença a então ministra da Saúde, Marta Temido. Em entrevista ao programa Hora da Verdade, Marta Temido não só defendeu Marcelo como garantiu não ter tido qualquer intervenção para um tratamento de favor neste caso. Garante que ela própria não teve interferência.

Mas o Presidente diz que enviou o caso para o Conselho de ministros. Como se explica não ter havido qualquer interferência?

Essa é a justamente uma das pontas que falta explicar neste caso. Por que razão foi remetido para o Conselho de ministros e que seguimento foi dado.

E é normal o envio desse tipo de emails para o Governo?

Marcelo diz que é prática comum reencaminhar comunicações de cidadãos para o Governo. Diz mesmo que lhe chegam milhares de emails com solicitações. Diz ter tratado este caso da mesma forma. Há, contudo, uma diferença: este era um email do filho Nuno Rebelo de Sousa. Mesmo assim, garante não ter tido qualquer intervenção.

E por que razão o Presidente decidiu falar esta segunda-feira?

Porque, depois de num primeiro momento em que afirmou não se lembrar com rigor de conversas ou comunicações sobre o caso, decidiu pedir um averiguação aos serviços da Presidência. O Presidente diz ter reunido toda a a documentação que foi reencaminhada para a PGR. Marcelo decidiu, por isso, fazer um esclarecimento antecipando-se à investigação.

E o esclarecimento terá sido convincente?

Várias análises concluem que que continuam em aberto várias questões e que o caso é grave do ponto de vista ético.

Por que é que os resultados dos rankings são todos diferentes?
O que se sabe sobre a nova estirpe da “varíola dos macacos”?
Portugal tem a população mais envelhecida da UE?
Portugal registou uma quebra de nascimentos no primeiro semestre do ano. Quais são os dados?
Quantos milionários há em Portugal?
O que prevê o novo acordo do Governo com os polícias?
Qual é o objetivo da cimeira da NATO?
Quem é que a PGR acusou de orquestrar uma campanha contra o Ministério Público?
Turismo. Quem escolhe Portugal para passar férias e quanto gastam os portugueses quando viajam?
Nova Frente Popular. O que é a união das esquerdas que venceu em França?
Ronaldo pode ser castigado por "marketing de emboscada". A culpa é do ritmo cardíaco
Eleições no Reino Unido. Os trabalhistas podem ganhar estas eleições?
O que é que Lucília Gago vai esclarecer no Parlamento?
Bolsas para alunos do ensino superior. Conheça as novidades
Por que é que continua a haver muitos votos desperdiçados?
200 mil utentes retirados da lista dos centros de saúde. O que se passa?
O Governo quer responsabilizar as administrações hospitalares pelas listas de espera de cirurgias. Como assim?
Os portugueses queixam-se de quê no livro de reclamações eletrónico?
Eleições em França. Como funciona a segunda volta?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.