Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Explicador Renascença da Tarde
Ouça o Explicador Renascença desta tarde

Explicador Renascença

Como é que a TAP conseguiu os melhores resultados desde 2017?

21 mar, 2023 • Miguel Coelho


O plano de reestruturação da TAP, aprovado pela Comissão Europeia no final de 2021, previa que a companhia aérea começasse a dar lucro em 2025 e que obtivesse um resultado operacional positivo em 2023, algo que a empresa atingiu no primeiro semestre de 2022.

A TAP obteve um lucro de 65,6 milhões de euros em 2022, informou esta terça-feira a companhia que regressou aos resultados positivos após prejuízos de 1.600 milhões em 2021 e antes do previsto no plano de reestruturação.

"A TAP encerrou o ano de 2022 com um lucro líquido de 65,6 milhões de euros, um aumento de 1.664,7 milhões de euros em relação ao ano anterior", informou a transportadora aérea, em comunicado.

O plano de reestruturação da TAP, aprovado pela Comissão Europeia no final de 2021, previa que a companhia aérea começasse a dar lucro em 2025 e que obtivesse um resultado operacional positivo em 2023, algo que a empresa atingiu no primeiro semestre de 2022.

O Explicador Renascença analisa em maior detalhe o significado destes números para a companhia aérea.

Há quanto tempo é que a TAP não tinha resultados tão positivos?

Este é o melhor resultado da TAP desde 2017 - o ano em que o Estado voltou a comprar a empresa e o último em a TAP tinha registado lucros.

Na altura, foram 100 milhões de euros de lucro. Desde então, e até ao ano passado, foi sempre a acumular prejuizos.

No total, em quatro anos foram mais de três mil mlhões de euros de prejuizos, sobretudo devido à crise no setor aéreo motivado pela pandemia, mas não só, porque já em 2018 e 2019, mesmo com o Turismo em alta, a TAP somou mais de 100 milhões por ano em prejuízos.

Qual foi a dimensão dos lucros?

O resultado líquido foi de cerca de 66 milhões de euros (65,6 milhões), o que significa que a TAP registou lucros três anos antes do previsto no plano de reestruturação.

Sendo que, ao todo, as receitas atingiram um novo recorde, de quase três mil e quinhentos milhões de euros e um lucro operacional (que é basicamente o lucro sem contabilizar os juros de dividas e os impostos) de 268 milhões, que é também um máximo histórico para a empresa.

E, apesar de serem muitos números, há outro indicador muito favorável: Só nos últimos três meses de 2022, a TAP teve um resultado liquido de 156 milhões.

É o melhor resultado trimestral de sempre na companhia aérea. Portanto, é uma espécie de luva branca para a despedida da presidente executiva Christine Ourmières-Widener.

E o que é que explica estes bons resultados?

A maior fatia das receitas foi proveniente dos passageiros.

Trata-se de uma melhoria de quase 200%. Subiram, ainda assim, o número de viajantes transportados pela TAP em 2022. Trataram-se de 13 milhões e oitocentos mil.

Ficou aquém do de 2019, que foi de 17 milhões de passageiros.

A TAP poderá começar a devolver o dinheiro que o Estado injetou?

Não parece provável.

Primeiro, porque o que o Estado meteu na TAP foram três mil e duzento mihões de euros.

Ao pé disso, estes 66 milhões de lucro são uma gota de água.

Para além disso, o Governo - na altura através de Pedro Nuno Santos - disse que o dinheiro não ia ser devolvido, ao contrário do que aconteceu noutros países.

Em Portugal, dispensamos esforços para recuperar o que foi injetado na TAP.

Estes resultados podem pelo menos melhorar a imagem da empresa junto de potenciais investidores?

Sim, podem.

Já que o Governo, que renacionalizou a empresa, mudou, entretanto, de ideias e agora quer revendê-la.

É possível que os lucros divulgados esta terça-feira ajudem a atrair interessados, mas já estão também a atrair reivindicações dos trabalhadores, porque os sindicados já vieram dizer que se há lucros é para os trabalhadores e que os cortes salariais devem por isso ser revertidos.

Devia Aguiar-Branco ter reprimido Ventura no Parlamento?
Cristo Rei faz 65 anos. O que sabemos sobre este monumento?
O que esperar do acordo para reduzir o valor do IRS?
Afinal, o Papa vai ou não a Niceia?
O que motivou o ataque ao primeiro-ministro da Eslováquia?
Risco de pobreza aumentou em 2023. Quem são as famílias em maior risco?
Aeroporto Luís de Camões. É desta que a obra é feita?
Porque vai a eletricidade ficar mais cara em junho?
Os Super Dragões terão ficado com bilhetes para benefício próprio?
Hospitais com falhas em medicamento usado para tratar cancro. O que está a ser feito?
Como aceder ao complemento solidário para idosos?
Subida de 50 euros no CSI. Quando é que idosos começam a receber os aumentos?
Por que é que estão a aumentar os casos de tosse convulsa?
Jovens com direito à devolução de propinas devem fazer IRS?
Afinal o acordo de rendimentos do anterior Governo é mesmo para cumprir. O que significa?
José Castelo Branco detido pela GNR. O que se sabe até agora?
Afinal, o Sporting tem 20 ou 24 campeonatos?
Quanto recebem os eurodeputados fora do Parlamento Europeu?
O que é o crime de "traição à pátria" de que Marcelo pode ser acusado pelo Chega?
Quem é o jovem português que incentivava e coordenava massacres online?
Fim do pagamento das ex-SCUT vai avançar? Ou Governo avança com lei travão?
Portagens vão ser eliminadas nas ex-Scut?
Excedente em janeiro passou a défice em março. O que aconteceu?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Eduarda Neves
    22 mar, 2023 Samora Correia 09:27
    Se a TAP devolver o que deve aos passageiros pelos voos cancelados os lucros seriam bem menores. Uma vergonha, roubada 2 vezes pela TAP, há 6 meses à espera do reembolso dum voo cancelado e ainda por cima o dinheiro dos meus impostos vai para a TAP...
  • Petervlg
    22 mar, 2023 Trofa 08:08
    Com ajuda do estado, ou seja todos os Portugueses, mesmo aqueles que não tem dinheiro para viajar, pagaram para a TAP ter estes resultados.