Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Taxas Euribor estão a descer. Tendência de queda vai continuar?

EXPLICADOR RENASCENÇA

Taxas Euribor estão a descer. Tendência de queda é para continuar?

15 mar, 2023 • Sérgio Costa


As taxas de referência registaram um descidas significativas esta terça-feira, sobretudo nos prazos mais longos - por sinal, os mais utilizados no crédito à habitação. Será o momento ideal para renegociar o empréstimo da casa?

As taxas Euribor estão a descer, notícia que acaba por ser algo inesperada. O colapso do Silicon Valley Bank e do Signature Bank, nos EUA, acabam por ter um efeito positivo nas taxas de referência.

Os mercados estão com receio de que falência de bancos nos Estados Unidos seja o início de uma nova crise financeira mundial, à semelhança da que aconteceu em 2008.

Por isso, a expectativa é a de que os bancos centrais, que mantiveram até aqui um ritmo de subida muito elevado das taxas de juro para travar a inflação, vão agora ter de pensar duas vezes antes de arriscarem novas subidas de juros de grande dimensão.

Os juros elevados acabam por afastar os investidores dos bancos e o cliente comum deixa de poder pagar os seus empréstimos, situações que podem levar a uma fuga de clientes e de fundos, o que por sua vez levaria a problemas generalizados nos bancos.

Quanto é que as taxas Euribor estão a descer?

Desceram de forma muito acentuada esta terça-feira, especialmente nos prazos mais longos. Nas taxas a 12 e a 6 meses, recuaram quase 0,35 pontos percentuais. A taxa a 3 meses também regrediu 0,204 pontos.

Sobretudo nos prazos mais longos, é, de facto, uma boa notícia, porque são os prazos mais utilizados para o crédito à habitação.

Isso quer dizer que renegociar o crédito à habitação poderá ser ainda mais vantajoso do que o esperado?

Sim, porque a expectativa anterior era a de que as taxas iriam continuar a subir. Neste sentido, renegociar créditos com base nas taxas atuais, que estão agora a descer, acaba por ser ainda mais vantajoso.

No entanto, torna-se um azar para os que acordaram novos contratos nas últimas semanas, uma vez que a renegociação se fixou em taxas ligeiramente superiores. Ainda assim, se esta tendência se mantiver, o valor da prestação poderá cair dentro de alguns meses.

A tendência de queda das taxas Euribor vai continuar?

Nesta altura, é ainda imprevisível. Se persistirem sinais de instabilidade nos bancos, certamente que os juros deverão baixar. Contudo, se a crise bancária nos EUA não tiver mais consequências e a inflação não baixar, os juros podem voltar a subir.

A verdade é que há outros bancos norte-americanos também a demonstrar sinais de instabilidade. É o caso do First Republic Bank, por exemplo, que viu o seu valor cair 76% na primeira parte da sessão. E, em geral, os títulos do setor financeiro mantiveram-se em baixa, não só nos Estados Unidos, mas também na Europa.

É possível prever quando é que haverá novas decisões sobre as taxas de juro?

No caso da Europa, que é o que nos interessa no imediato, esta quinta-feira haverá nova reunião do Banco Central Europeu, para a qual estava prevista, inicialmente, uma decisão favorável à subida das taxas diretoras em 0,5 pontos percentuais.

No entanto, perante os mais recentes desenvolvimentos, a política poderá ser outra. Mesmo que não tenha efeitos imediatos, numa das próximas reuniões, o Banco Central Europeu poderá moderar a sua política de aumento dos juros, de forma a evitar problemas no setor financeira, mais concretamente, nos bancos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • JR
    16 mar, 2023 Dublin 11:54
    Façam a análise semanal. Já estão em subida de novo e após a reunião do BCE hoje, devem atingir novos valores máximos desde 2008.