Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
O que significa o acordo da UE sobre compra de munições para a Ucrânia?

Explicador Renascença

O que significa o acordo da UE sobre compra de munições para a Ucrânia?

08 mar, 2023 • Anabela Góis


A ministra da Defesa anunciou, esta quarta-feira, um acordo político entre os Estados-membros da UE para a aquisição de munições de grande calibre para a Ucrânia, mas dentro do montante do Mecanismo Europeu de Apoio à Paz. Neste explicador detelhamos as decisões da União Europeia para apoiar o esforço militar da Ucrânia.

A ministra da Defesa anunciou, esta tarde, m acordo político entre os estados-membros para a aquisição de munições de grande calibre para a Ucrânia, mas dentro do montante do Mecanismo Europeu de Apoio à Paz. Neste explicador visamos as decisões da União Europeia para apoiar o esforço militar da Ucrânia.

Afinal, o que é que ficou decidido? Bruxelas sempre vai ter 'dinheiro fresco' para ajudar Kiev?

Não, fresco propriamente não há. Haverá, sim, um recurso ao chamado Mecanismo Europeu de Apoio à Paz, que já existe e é destinado a reforçar a capacidade da União Europeia para prevenir conflitos, consolidar a paz e reforçar a segurança internacional.

De acordo com a ministra portuguesa de Defesa, no imediato, mil milhões de euros deste fundo vão ser agora usados para ressarcir os países - Estados-membros - que tenham munições disponíveis e que estejam na disposição de fornecê-las de imediato à Ucrânia. Ou até que tenham feito encomendas e que estejam à espera de recebê-las.

Esta foi uma resposta direta ao pedido feito durante a manhã pelo ministro ucraniano da Defesa, que disse que o país precisa de um milhão de munições de grande calibre, de imediato, para dar resposta à ofensiva russa.

Se não houver assim tantos países com munições em stock para dispensarem de imediato, o que é que a União Europeia vai fazer?

Vai fazer aquisições conjuntas de armamento, como fez com a vacinas contra a covid-19, sendo que agora é mais fácil porque com as vacinas teve de haver investigação e a criação das próprias vacinas e só depois é que a União Europeia pôde ir às compras. Neste caso, já foram identificadas 15 empresas europeias com capacidade para fabricar e disponibilizar munições em pouco tempo.

A ministra portuguesa da Defesa acredita que ainda este mês, ou no início de abril, já será possível assinar os primeiros contratos de encomendas para que sejam concretizados o mais depressa possível.

Já que estamos a falar de munições, foram dois dias de reuniões só para isso?

Não, este é um plano que tem três linhas de ação: a terceira é o estímulo à própria indústria europeia de armamento, o que vai exigir um contacto mais próximo com as próprias empresas e, segundo explicou a ministra Helena Carreiras, esses contactos podem ser feitos já no próximo Conselho Europeu, nos próximos dias 25 e 26. O objetivo é que a indústria europeia consiga produzir mais em menos tempo, simplificar os processos, de forma que a ajuda chegue mais depressa à Ucrânia.

E, neste campo, segundo adiantou a ministra da defesa Portugal tem defendido a importância de envolver neste esforço também as pequenas e médias empresas.

E isto já está tudo decidido?

Está mais ou menos decidido, hoje houve um acordo geral sobre este plano que foi apresentado pelo alto-representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell. Mas ainda falta a aprovação definitiva que vai acontecer na reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros no próximo dia 20 e depois ainda vai ter de ser ratificado no Conselho Europeu dos dias 25 e 26.

E que mais é que se saiu desta reunião de Estocolmo?

Olha, saiu a confirmação de que Portugal conseguiu reparar os três tanques Leopard 02 A6 que tinha prometido à Ucrânia. Os carros de combate já estão na Alemanha, vão viajar juntamente com os 18 tanques alemães até ao final do mês para território ucraniano

Soube-se também que um total de onze mil militares das Forças Armadas da Ucrânia conclui o treino no âmbito da Missão de Apoio Militar da União Europeia até ao final deste mês. Estiveram em formação nos quartéis-generais na Polónia e na Alemanha. Até ao final do ano um total de 30 mil militares das Forças Armadas da Ucrânia terá concluído a formação ao abrigo desta missão.

O segundo ciclo deve continuar ou acabar?
A Europa está a preparar-se para entrar em guerra com a Rússia?
Como funciona o voto antecipado?
Como é que devo validar as minhas faturas?
Como evitar burlas no arrendamento de casas?
O que é que causou o incêndio que consumiu prédio em Valência?
Quais são os problemas no atendimento ao cidadão?
Quem vai estar dispensado de preencher o IRS?
Por que é que o sarampo se está a propagar rapidamente?
Julian Assange vai ser extraditado para os EUA?
Protesto dos polícias no Capitólio foi autorizado?
Missão militar europeia no Mar Vermelho. Quais são os meios e os objetivos?
O que é que fez o endividamento das famílias quadruplicar desde 2015?
Morreu Alexei Navalny. O que se sabe até agora?
Julgamento de suspeito do rapto de Maddie McCann está relacionado com o caso?
Madeira. O que é que vai acontecer agora que os três detidos foram libertados?
Já é possível ter o cartão de cidadão e a carta de condução no telemóvel. Como é que funciona?
Vai ser possível consultar online as declarações de rendimentos e património dos políticos. Que plataforma é esta?
A Meta vai limitar o acesso a sugestões de conteúdo político nas redes sociais. O que é que isto significa?
Presencial, correspondência ou antecipado. Como votar nas eleições legislativas?
Por que é que as televisões recusaram debates com Nuno Melo a representar a AD?
Abandono escolar aumenta em Portugal. Porquê?
Por que é que há bancos a bloquear as contas dos clientes?
Baixas médicas e fim de grupo operacional. O que se passa na PSP?
A PSP está a investigar a própria PSP por suspeitas de fraude?
Quem é o pirata português procurado nos EUA?
Existe uma relação contratual entre um estafeta e a Uber Eats?
Dengue deixa Rio de Janeiro em estado de emergência. A culpa é do mosquito?
Os protestos dos polícias podem impedir as eleições legislativas?
O que sabemos da manifestação anti-Islão?
Cessar-fogo à vista. Aproxima-se o fim da guerra entre Israel e Hamas?
Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?
Telecomunicações mais caras. Por que é que os preços voltam a aumentar?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.