A+ / A-
Benfica

Álvaro Magalhães. "Ederson vai fazer muita falta neste início. E veremos durante a temporada"

04 jul, 2017


Antigo jogador aposta em Krovinovic para conquistar um lugar no onze e sublinha a estabilidade nas águias como factor de desequilibrio na luta pelo título com Sporting e FC Porto.

Ederson Moraes, guarda-redes que foi vendido pelo Benfica aos ingleses do Manchester City, "vai fazer muita falta neste início" de época no Benfica e, segundo Álvaro Magalhães, esta transferência pode deixar marcas no futuro próximo.

A Bola Branca, o antigo jogador das águias sublinha a importância do brasileiro na época passada e a sua influência no onze de Rui Vitória: "Há jogadores que fazem sempre falta. Ederson tem características muito diferentes em relação a muitos guarda-redes que é a velocidade na saída da baliza. Muitas das vezes era o líbero da equipa, muitas das vezes era ele que colmatava alguns deslizes da estrutura defensiva, porque estava atento, era concentrado."

Apesar desta dúvida em torno do posto de guarda-redes, Álvaro sublinha a importância de até este momento o Benfica dar sinais de que vai manter "a espinha dorsal" do onze titular de Rui Vitória.

A contratação de jovens para o plantel estão enquadradas numa política de acrescentar qualidade com futuro, que será mesclada com a experiência da maioria dos jogadores à disposição de Rui Vitória. Caras novas que terão que se adaptar a uma nova realidade.

"Os novos têm que se adaptar a um clube que é diferente, porque luta por títulos. Os jogadores quando chegam de equipas inferiores luta por objectivos que nada têm a ver com aqueles que o Benfica luta todos os anos, que é a pressão de ganhar campeonatos", explica.

Embora entre as novidades do plantel Álvaro destaque o nome de um jogador que pode vir a conseguir um lugar como titular, "não para já", mas no decorrer da temporada: Krovinovic.

"O miúdo que veio do Rio Ave é um jogador que mostrou qualidades e se não tiver medo, porque a pressão no Benfica é diferente, teremos uma opção válida para o meio-campo. Krovinovic pode conseguir um lugar no onze inicial", vaticina o antigo internacional português.

Estabilidade confere ao Benfica maior favoritismo na luta pelo título

Ao olhar para as expectativas que estão a ser criadas em mais uma temporada na luta pelo título de campeão, Álvaro Magalhães não trava no seu vaticínio de que a "estabilidade" é um factor que coloca os encarnados na pole position para a conquista do Penta.

Além disso, em Alvalade apesar de mais uma forte aposta, será para Jorge Jesus a "última oportunidade", enquanto que o FC Porto vive pré-época de "muita ansiedade".

"É a última oportunidade para o treinador [Jorge Jesus], porque este ano tem que ganhar o campeonato, mas terá dois adversário de grande peso: o Benfica e o FC Porto. O FC Porto vive uma fase de ansiedade e o Benfica está mais estável, porque é o campeão, está mais moralizado e tem uma base muito sólida. Agora, os outros são sempre candidatos ao título", aposta Álvaro Magalhães.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 04 jul, 2017 15:45
    Sr. Álvaro sempre com grande consideração, temos o Varela a titularíssimo no nosso Glorioso, não se preocupe que o rapaz toma conta do lugar. Abraço respeitoso.