A+ / A-

85 Anos Renascença

Nos 85 anos da Renascença, um concerto que celebrou o futuro


Foi uma celebração inesquecível a que se viveu com a Orquestra de Viena. Os 85 anos da Renascença foram celebrados este domingo, dia 19 de março, numa Altice Arena esgotada e com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa a anunciar a condecoração com a Ordem da Instrução Pública.

Um concerto inesquecível para celebrar o futuro
Um concerto inesquecível para celebrar o futuro

Um público em êxtase e uma acústica irrepreensível, que foi enfatizada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. O Presidente aproveitou para anunciar que vai condecorar a Renascença com o título de membro honorário da Ordem da Instrução Pública como forma de assinalar os últimos 85 anos: “A Rádio Renascença há 85 anos que anda a contribuir para a formação dos portugueses".

A orquestra, constituída por 89 músicos, que se apresentou em Portugal sob a batuta do maestro Tugan Sokhiev, considerado um dos melhores maestros da nova geração, revelou grande virtuosidade e boa disposição. Na primeira parte a Orquestra interpretou a Sinfonia Nr. 4 em Fá Menor op.36, de Tchaikovsky, uma obra composta em 1877 e na segunda parte a suite sinfónica Scheherazade, op.35, de Rimski-Korsakov, composta em 1888 e baseada no livro Mil e Uma Noites.

Houve ainda tempo para um caloroso encore, acompanhado por uma Altice Arena vibrante, composto pela polka Unter donner und blitz op. 324 de J. Strauss.

Neste aniversário especial da Renascença, marcaram também presença na Altice Arena várias individualidades como o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, o Arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, a ministra dos assuntos parlamentares, Ana Catarina Mendes, o ministro da Cultura, Pedro Adão Silva, o presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, José Nunes Fonseca, Leonor Beleza, Júlia Pinheiro, Rui Pêgo, Manuela Ramalho Eanes, Fátima Campos Ferreira, Pedro Mexia, entre muitos outros e, claro, milhares de ouvintes da Renascença.

O Presidente do Grupo Renascença Multimédia, D. Américo Aguiar sublinhou precisamente a magia da rádio e “a oportunidade de ver ao vivo os rostos de quem ouve a Renascença há 85 anos, e todos os que todos os dias fazem a Renascença”. Aproveitou ainda para homenagear o comendador Rui Nabeiro, que era também ouvinte da Renascença, e que faleceu neste Domingo.

Nos 85 anos da Renascença, um concerto que celebrou o futuro, ficando na memória de todos!


Neste aniversário especial da Renascença, marcaram também presença na Altice Arena várias individualidades como o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, o Arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, a ministra dos assuntos parlamentares, Ana Catarina Mendes, o ministro da Cultura, Pedro Adão Silva, o presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, José Nunes Fonseca, Leonor Beleza, Júlia Pinheiro, Rui Pêgo, Manuela Ramalho Eanes, Fátima Campos Ferreira, Pedro Mexia, entre muitos outros e, claro, milhares de ouvintes da Renascença.

O Presidente do Grupo Renascença Multimédia, D. Américo Aguiar sublinhou precisamente a magia da rádio e “a oportunidade de ver ao vivo os rostos de quem ouve a Renascença há 85 anos, e todos os que todos os dias fazem a Renascença”. Aproveitou ainda para homenagear o comendador Rui Nabeiro, que era também ouvinte da Renascença, e que faleceu neste Domingo.

Nos 85 anos da Renascença, um concerto que celebrou o futuro, ficando na memória de todos!

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.