Nota de Abertura
A+ / A-
Nota de Abertura

Dois anos de Papa Francisco

13 mar, 2015 • Nota de Abertura • Opinião de Nota de Abertura


Uma proximidade que surpreende, entusiasma e assume uma verdadeira Nova Evangelização.
Estes dois anos de pontificado do Papa Francisco têm sido de uma extraordinária riqueza, em gestos e palavras proféticas, verdadeiramente reveladoras de uma proximidade com Deus. Uma proximidade que surpreende, entusiasma e assume uma verdadeira Nova Evangelização.

Mas se somos confrontados com a novidade de gestos e decisões – acaba de ser anunciado o ano jubilar da Misericórdia! -, também somos interpelados pela essência da nossa Fé. Desde o primeiro momento, que o Papa Francisco nos pede que rezemos por ele e nos exorta a uma oração diária.

Perante a actualidade, diz-nos o Papa: "Estamos saturados de notícias e imagens impressionantes que nos relatam o sofrimento humano, sentindo ao mesmo tempo toda a nossa incapacidade de intervir. Que fazer para não nos deixarmos absorver por esta espiral de terror e impotência? Em primeiro lugar, podemos rezar na comunhão da Igreja terrena e celeste. Não subestimemos a força da oração de muitos!"

Para responder a este apelo, esta sexta-feira e no sábado, toda a Igreja está em oração, numa iniciativa chamada "24 horas para o Senhor".

Nas grandes catedrais e nas mais pequenas paróquias, os cristãos estão a rezar. Por todos os que sofrem perseguições; por todos os que são vítimas da guerra, da fome, da violência.

Durante 24 horas, somos todos convidados a rezar pela paz.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.