Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

O que acontece se eu tiver um acidente em casa?


Quem tem casa tem que ter seguro. E se o inesperado acontecer? A Alexandra Catalão, Diretora de Marketing da Ageas Seguros, marca do Grupo Ageas Portugal, responde às suas perguntas sobre acidentes em casa e seguros.

Acidentes em casa - Jogar P

- Participei um problema na minha casa à Seguradora e informaram-me que tinham de efetuar uma Pesquisa de Avarias. O que significa isso?

R: A “Pesquisa de Avarias” cobre a pesquisa e a reparação de ruturas, defeitos ou entupimentos que podem provocar inundações numa habitação ou estabelecimento empresarial. Em termos práticos:

em caso de rutura de um cano p.e, suportamos os custos com a localização do problema (se tivermos p.e. de perfurar a parede para localizar a dita rutura) e as despesas necessárias para repor a situação inicial.

- Qual a diferença entre a coberturas de Inundações e Danos por Água… São coisas diferentes?

R: Sim, são duas coberturas independentes.

- A cobertura de inundações cobre os danos provocados nas habitações, por:

a) tromba-d’água ou queda de chuvas torrenciais

b) rebentamento de adutores, coletores, drenos, diques ou barragens;

c) enxurrada ou transbordamento dos rios ou outros

A cobertura de danos por água, cobre os danos nas habitações e no seu recheio, que decorram de roturas, defeitos, entupimentos da rede interna de distribuição de água e de esgotos do edifício, no local onde se encontrem os bens seguros, assim como os aparelhos ou utensílios ligados à rede de distribuição de água do mesmo edifício e respetivas ligações.

É muito frequente os segurados confundirem estas duas coberturas. Quando a participação de sinistro é feita à seguradora, esta deve ser o mais detalhada possível, de modo a permitir um correto enquadramento da cobertura a acionar.

- O que é a regra proporcional nos seguros de habitação?

R: É uma regra que é aplicada por algumas seguradores e em algumas coberturas, sobre o valor a pagar pelo acidente. Na prática o que significa é que caso o capital seguro do edifício, recheio ou bem, seja inferior ao valor do mesmo, a seguradora pagará apenas a proporção do valor de indeminização do dano. Exemplificando, em caso de um incêndio que destrói a habitação por completo, é aplicada a regra de proporcionalidade, caso o valor da habitação constante no seguro seja inferior ao seu valor de reconstrução. O valor do seguro é calculado tendo por base estes valores, daí aconselhamos as pessoas a consultarem e atualizarem os capitais seguros da sua apólice, de modo a estar totalmente protegidos.


Para colocar as suas questões escreva para o email seguro@rr.pt ou por whatsapp para o 962 007 500

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.