Renascença Reportagem
O espaço de reportagem da Renascença. Segunda depois das 13h.
A+ / A-
Arquivo
Adaptar a agricultura às alterações climáticas
Adaptar a agricultura às alterações climáticas

Reportagem

Como é que a agricultura se pode adaptar às alterações climáticas?

03 jun, 2019 • Manuela Pires


Há vários estudos feitos pela União Europeia que antecipam uma redução significativa da produção agrícola na região mediterrânica. Há, por isso, que encontrar alternativas e, em Portugal, os investigadores trabalham há muitos anos para encontrar soluções.

No Alentejo, a Herdade da Ribeira Abaixo gerida pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa é o enorme laboratório que alberga o LIFE Montado Adapt – um local onde se procuram soluções, por exemplo, para impedir que o sobreiro continue a morrer em algumas zonas do Alentejo.

O sobreiro é uma espécie protegida e consegue adaptar-se às alterações climáticas.

A alteração genética das plantas é a melhor ferramenta para garantir a adaptação a estas mudanças – é isso que se faz na estação nacional de melhoramento de plantas em Elvas.

Na vinha, as secas prolongadas, as altas temperaturas e as chuvas intensas num curto período de tempo estão já a ter impacto, nomeadamente na cor do vinho e na acidez.

O clima é um dos principais fatores que determina a produtividade da videira. Nesta altura, as regiões mais afetadas são o Douro superior, a zona de Foz Coa e o sul do Alentejo, onde o balanço hídrico é mais negativo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.