Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
O que é que causou o incêndio que consumiu prédio em Valência?
Ouça o Explicador Renascença

Explicador Renascença

O que é que causou o incêndio que consumiu prédio em Valência?

23 fev, 2024 • André Rodrigues , Hugo Monteiro


Várias testemunhas indicam que as as chamas terão deflagrado num dos pisos do edifício de 14 andares, que estava revestido com poliuretano, que é um material altamente inflamável.

Pelo menos quatro mortos e 14 feridos é o mais recente balanço do grande incêndio que deflagrou esta quinta-feira em Valência, Espanha, que consumiu dois edifícios de habitação.

Dezanove pessoas estão dadas como desaparecidas, avança o jornal El Mundo.

O Explicador Renascença esclarece o que já se sabe da origem do incêndio.

O que é que se passou?

Nesta altura, sabemos que há quatro mortos, 14 feridos e 19 desaparecidos. Mas este número, naturalmente, está em aberto, uma vez que continuam as operações de resgate e é muito provável, como sempre nestas situações, que o número de vítimas continue a subir nas próximas horas. Mas este é o balanço mais atualizado: quatro mortos, 14 feridos, 19 desaparecidos.

As quatro vítimas mortais foram detetadas por um drone dos bombeiros numa varanda e no interior de um apartamento. Entre os feridos, estão seis bombeiros que estiveram no combate às chamas que, entretanto, já foram dominadas.

Que edificio é este?

É um complexo habitacional constituído por dois edifícios contíguos, um com 14 andares, outro com 10, com uma torre que faz a ligação entre os dois.

No total, 138 apartamentos e cerca de 500 moradores. Ficou completamente destruído.

E as autoridades de Valência decretaram luto municipal em memória das vítimas

Quais as causas do incêndio?

Por enquanto, são ainda escassas as informações e as explicações para o sucedido. Contudo, várias testemunhas indicam que as as chamas terão deflagrado num dos pisos do edifício de 14 andares, que estava revestido com poliuretano, que é um material altamente inflamável.

A ajudar a propagação das chamas, o vento forte que se fez sentir esta quinta-feira em Valência, tudo isso acabou por criar as condições para esta tragédia.

O fogo rapidamente propagou-se e acabou por atingir o edifício vizinho.

E este incêndio foi de tal dimensão que as chamas e o fumo eram visíveis a muitos quilómetros de distância.

Ainda há operações a decorrer?

Há esta manhã e seguramente nas próximas horas e dias. São operações de busca pelos 19 desaparecidos.

Um trabalho conjunto entre as autoridades valencianas e as famílias dos moradores. Também há trabalhos a decorrer no interior dos edifícios - que demoraram a iniciar-se, uma vez que as fachadas estavam de tal forma quentes que não permitiam a entrada dos bombeiros no edifício.

Por outro lado, está a ser analisada a estrutura do complexo residencial - para avaliar o risco de derrocada. Há centenas de desalojados.

Que casos semelhantes já aconteceram?

Felizmente, não são comuns. Mas este incêndio em Valência trouxe logo à memória o incêndio de 2017 na torre Grenfell, em Londres.

O fogo consumiu um edifício de 23 andares - Morreram 72 pessoas no incêndio. Mais de 200 ficaram desalojadas, num prédio habitado maioritariamente por imigrantes.

As investigações permitiram perceber que a tragédia poderia ter sido evitada se o edifício não tivesse um revestimento inflamável - estratégia seguida no processo de construção para diminuir os custos.

No entanto, ainda ninguém foi responsabilizado pelo incêndio.

Quais são os problemas no atendimento ao cidadão?
Quem vai estar dispensado de preencher o IRS?
Por que é que o sarampo se está a propagar rapidamente?
Julian Assange vai ser extraditado para os EUA?
Protesto dos polícias no Capitólio foi autorizado?
Missão militar europeia no Mar Vermelho. Quais são os meios e os objetivos?
O que é que fez o endividamento das famílias quadruplicar desde 2015?
Morreu Alexei Navalny. O que se sabe até agora?
Julgamento de suspeito do rapto de Maddie McCann está relacionado com o caso?
Madeira. O que é que vai acontecer agora que os três detidos foram libertados?
Já é possível ter o cartão de cidadão e a carta de condução no telemóvel. Como é que funciona?
Vai ser possível consultar online as declarações de rendimentos e património dos políticos. Que plataforma é esta?
A Meta vai limitar o acesso a sugestões de conteúdo político nas redes sociais. O que é que isto significa?
Presencial, correspondência ou antecipado. Como votar nas eleições legislativas?
Por que é que as televisões recusaram debates com Nuno Melo a representar a AD?
Abandono escolar aumenta em Portugal. Porquê?
Por que é que há bancos a bloquear as contas dos clientes?
Baixas médicas e fim de grupo operacional. O que se passa na PSP?
A PSP está a investigar a própria PSP por suspeitas de fraude?
Quem é o pirata português procurado nos EUA?
Existe uma relação contratual entre um estafeta e a Uber Eats?
Dengue deixa Rio de Janeiro em estado de emergência. A culpa é do mosquito?
Os protestos dos polícias podem impedir as eleições legislativas?
O que sabemos da manifestação anti-Islão?
Cessar-fogo à vista. Aproxima-se o fim da guerra entre Israel e Hamas?
Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?
Telecomunicações mais caras. Por que é que os preços voltam a aumentar?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.