Tempo
|

Renascença Ouve +
A+ / A-

Segunda-feira, 23 de maio de 2022

Elisabete Costa


Francisco canonizou 10 novos santos… 5 dos quais viveram e morreram já em pleno século 20.

Boa noite, 23 de maio de 2022
Boa noite, 23 de maio de 2022

Temos sempre a ideia de que a santidade é um atributo de pessoas muito especiais, por isso, fora do nosso alcance.

Depois muitos partilham também a ideia de que Santos só existiram num passado longínquo; é algo que não já não acontece no nosso tempo.
Há alguns dias, em Roma, o Papa desmentiu todas estas ideias feitas e enraizadas na nossa maneira de ser cristãos.
Francisco canonizou 10 novos santos… 5 dos quais viveram e morreram já em pleno século 20.
E aproveitou para explicar mais uma vez o que torna alguém santo aos olhos de Deus: é servir e dar a vida.
“Servir, isto é, não colocar os próprios interesses em primeiro lugar; desintoxicar-se dos venenos da ganância e da proeminência; combater o cancro da indiferença e o caruncho de se ver só a si próprio e depois partilhar os carismas e os dons que Deus nos concedeu”, precisou.
E deixou de novo o convite
“Tentemos fazê-lo nós também, porque cada um de nós é chamado à santidade, a uma santidade única e irrepetível”.
Porque “ser discípulo de Jesus e caminhar pela via da santidade é, antes de mais nada, deixar-se transfigurar pela força do amor de Deus”.
O desafio não pode ser mais claro! Um desafio que deve estar sempre presente na vida de cada um de nós.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.