Conversas Cruzadas
Programa sobre a atualidade que passa ao domingo, das 12h00 às 13h00, com reposição à segunda-feira entre as 00h00 e a 01h00.
A+ / A-
Arquivo
Conversas Cruzadas - Morgado e o ‘aggiornamento’ à direita - 20/01/2019
Conversas Cruzadas - Morgado e o ‘aggiornamento’ à direita - 20/01/2019

Morgado e o "aggiornamento" à direita

20 jan, 2019


Miguel Morgado, Luís Aguiar-Conraria e Nuno Botelho analisam a semana.

“Agora é preciso paz” e que “o ruído acabe no PSD” dizia Rui Rio depois votada a moção de confiança a seu favor por 75 votos contra 50, próximo de 60% dos conselheiros nacionais.

Rui Rio desceu as escadas do Palace Hotel e avançou para a Avenida da Boavista como um líder reforçado e exalando confiança.

“O PS pode perder, temos de construir a possibilidade do PSD ganhar”, disse Rio às 4h da madrugada.

E agora Rui Rio? É uma das perguntas para Miguel Morgado, um dos conselheiros nacionais reunidos na longa noite da Boavista e antigo assessor de Passos Coelho na governação dos anos da Troika.

Morgado sempre assumiu divergências com a estratégia de Rio e prometeu mobilizar um movimento para repensar o PSD e federar todo o espaço político não-socialista.

O deputado tem avisado para a “gradual reinstalação do regime anterior”. “A estratégia do PS foi sempre a de um poder hegemónico de domínio sobre a sociedade. Foi o que Sócrates fez e é o que Costa está a fazer: criar um país com uma rede de dependências em relação ao governo”, alerta Miguel Morgado.

Como é que o PSD deve opor-se? É - no fundo - a questão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Cruz Pinto
    21 jan, 2019 ILHAVO 05:12
    "Aggiornamento" à esquerda ainda se consegue imaginar e definir em concreto o que seja, mas à direita só pode mesmo ser ANEDOTA. Há porventura alguma ponta por onde se lhe pegue?