A+ / A-

Covid-19

Sesimbra não avança no desconfinamento

12 jun, 2021 - 15:33 • Redação com Lusa

Concelho está com uma incidência superior a 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

A+ / A-

Veja também:


O concelho de Sesimbra não vai avançar para uma nova fase de desconfinamento, ao contrário do que estava previsto, devido ao aumento local de casos de Covid-19.

A Câmara Municipal de Sesimbra vai determinar o fecho dos estabelecimentos de comércio e restauração às 22h30. A decisão vai ser oficializada após articulação com o Governo.

A autarquia tinha pedido para não avançar no desconfinamento e o Governo concorda que o município tem autonomia para restringir horários, explica à Renascença Duarte Cordeiro, secretário de Estado e coordenador da resposta à Covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo.

“Entendemos que existe essa autonomia. Quer eu, quer a saúde concordamos com o princípio da prudência que o município pretende”, disse.

Duarte Cordeiro sublinha que Sesimbra tem uma incidência superior a outros concelhos da Grande Lisboa que estão em situação de alerta.

“Sesimbra tem uma incidência superior a 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Situação substancialmente superior aos outros concelhos”, acrescentou.

Em informação publicada no seu site na Internet, a autarquia anunciou estar a articular com o Governo a manutenção do atual nível de desconfinamento.

"Com o número de casos que existe atualmente, e com uma previsão de subida nos próximos dias, na próxima avaliação, o concelho poderá apresentar valores mais elevados, o que obrigará a regredir dois degraus no desconfinamento", lê-se na justificação.

O "travão" agora decidido abrange essencialmente os horários dos estabelecimentos comerciais.

"Trata-se de uma medida essencial para conter o súbito aumento do número de casos que afeta o município, evitar um possível retrocesso no desconfinamento e tentar que este cenário, que se espera que seja conjuntural, possa rapidamente ser invertido", de acordo com a informação publicada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    12 jun, 2021 Funchal 16:41
    festas, incumprimentos e transportes públicos.

Destaques V+