Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

​Encontro de culturas em Serpa. Festival homenageia criação artística

09 jun, 2021 - 12:44 • Rosário Silva

Celina da Piedade, Hélder Moutinho, Lena d’Água, Fausto e Mário Laginha integram, entre outros, o programa deste festival que está na sua 18ª edição e que celebra 10 anos do Centro Internacional de Danças e Músicas do Mundo Ibérico de Serpa.

A+ / A-

A compositora, acordeonista e cantora, Celina da Piedade, abre esta noite, no Parque Desportivo de Vale de Vargo, Serpa, o XVIII Festival Musibéria – Encontro de Culturas, que vai percorrer até dia 19 deste mês, todas as freguesias do concelho do distrito de Beja.

“Um programa, para todos os gostos, recheado de vários géneros musicais, numa viagem que percorrerá todo o concelho”, indica uma nota da Câmara Municipal de Serpa, enviada à Renascença.

Por causa da pandemia, o ano passado, o festival teve como palco um camião que foi percorrendo as ruas de todas freguesias do concelho. Este ano, essa descentralização mantém-se, com o mesmo palco, mas estacionado em locais “abertos e amplos, devidamente organizados e onde são cumpridas todas as regras de segurança.”

O festival, com nove concertos agendados para esta edição, assinala também o 10.º aniversário do Musibéria, o Centro Internacional de Danças e Músicas do Mundo Ibérico que se dedica à criação artística a partir de uma antiga fábrica de moagem, recuperada para o efeito, pela autarquia alentejana.

“É tempo de festa com o Musibéria, a assinalar dez anos de vida, com uma programação que pretende refletir o ambiente de festa que a data impõe, em segurança, mas celebrando a criação, a liberdade, a música e a alegria”, destaca a Câmara de Serpa.

Depois da abertura por Celina da Piedade, nesta noite de quarta-feira, amanhã, dia 10, é a vez da Escola Primária de Brinches receber o segundo espetáculo, com a atuação de Hélder Moutinho, “um dos artistas mais conhecidos e carismáticos da atualidade.”

Vila Verde de Ficalho é a freguesia que se segue. No dia 11, o “funk & soul” do grupo Cais do Sodré Funk Connection vai animar a noite junto ao jardim.

No dia 12, em Pias, no Parque Desportivo, sobe ao palco o grupo Luta Livre, o mais recente projeto do músico Luís Varatojo, seguindo-se, a 13, em Vila Nova de São Bento, no Campo da Feira, a atuação da Lena d’Água, “uma das mais icónicas e celebradas vozes da música portuguesa da atualidade”, refere o município.

O XVIII Encontro de Culturas prossegue ao fim da tarde do dia 18 de junho, no auditório do Centro Musibéria, já na sede de concelho, com um concerto pelo “renomado pianista”, Mário Laginha, num espetáculo que, para tristeza dos fãs, já tem os bilhetes esgotados. Ainda nesse dia, mas à noite, é a vez do parque desportivo receber “o crioulo de Sara Tavares.”

A fechar esta edição do festival, no dia 19, à tarde, Silvano Sanches atua no Musibéria, e à noite, “uma das mais emblemáticas vozes da canção de intervenção”, a de Fausto Bordalo Dias, far-se-á ouvir no parque desportivo da cidade.

Os bilhetes devem ser reservados com a antecedência possível, pois embora todos os espetáculos sejam gratuitos, estão sujeitos a lotação limitada.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+