Tempo
|
A+ / A-

CDU já tem candidata à Câmara do Porto

05 mai, 2021 - 17:42 • Lusa

Escolha volta a recair na vereadora Ilda Figueiredo, num "momento particularmente difícil para grande parte da população da cidade do Porto".

A+ / A-

A atual vereadora da CDU na Câmara do Porto, Ilda Figueiredo, vai ser a candidata desta coligação àquela autarquia nas próximas eleições, para "dar continuidade e aprofundar o trabalho de proximidade com a população", referiu hoje.

"O momento que estamos a viver é particularmente difícil para grande parte da população da cidade do Porto. Estamos a sentir o agravamento das desigualdades com reflexos muito duros na vida de muitas famílias, muitas crianças e muitos idosos. Senti o impulso de me manter a trabalhar neste campo para dar continuidade e aprofundar o trabalho de proximidade com as populações, fazendo chamadas de atenção permanentes para os seus problemas", disse à Lusa Ilda Figueiredo.

A atual vereadora da coligação PCP/PEV será cabeça de lista à Câmara do Porto, enquanto que, para a Assembleia Municipal, a CDU recandidata Rui Sá.

Em declarações à agência Lusa, Ilda Figueiredo referiu que "as características da cidade do Porto -- cidade com muitos bairros e muitas zonas carenciadas -- exigem um olhar muito atento e uma intervenção de proximidade".

"Uma intervenção que a CDU tem feito e na qual eu própria tenho participado", resumiu.

Ilda Figueiredo disse que pretende "continuar a exigir medidas concretas, efetivas, rápidas que minorem o sofrimento das pessoas e que permitam uma vida com dignidade, sem esquecer projetos em áreas da cultura e na defesa do desporto ou no reforço do movimento associativo", setor que a candidata diz que "tantos problemas tem vivido e que precisa muito de um olhar diferente e empenhado".

"Manteremos o olhar atento na vida da cidade, o que inclui a defesa do património, do ambiente e o empenho num maior equilíbrio no desenvolvimento da cidade", concluiu.

No comunicado enviado à Lusa, a CDU refere que "reiterou a confiança nos seus atuais eleitos pelo desempenho ímpar nas suas tarefas", apontando que estes "elevem bem alto" o lema desta coligação: Trabalho, Honestidade e Competência.

A "larga experiência" dos candidatos "na defesa dos interesses dos portuenses e no levantamento dos seus problemas", também justifica a escolha da CDU no Porto, conforme se lê no comunicado.

"E acima de tudo pelo abnegado percurso destes dois camaradas na luta pela garantia das conquistas de Abril [de 1974] plasmadas na Constituição da República Portuguesa, que travaram sempre ao lado do povo e para o povo do Porto", concluiu a coligação no seu anúncio.

A apresentação formal desta candidatura está marcada para as 18:00 do dia 14 de maio na praça D. João I, com a presença secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

A Câmara do Porto é atualmente liderada pelo independente Rui Moreira, cujo movimento elegeu sete mandatos em 2017, aos quais se somam quatro eleitos do PS, um do PSD e um da CDU.

Ilda Figueiredo (CDU) junta-se às candidaturas já formalizadas de Vladimiro Feliz (PSD), Sérgio Aires (Bloco de Esquerda) e André Eira (Volt Portugal).

As eleições autárquicas têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira), e 3.092 juntas de freguesia (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+