Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Covid-19. Pfizer admite que pode ser necessária uma terceira dose da vacina

16 abr, 2021 - 08:48 • Olímpia Mairos

Dose de reforço pode ser necessária dentro de 12 meses, diz o presidente da Pfizer. Há também a possibilidade de vacinação anual para se manter protegido contra as variantes.

A+ / A-

O presidente da farmacêutica norte-americana Pfizer, Albert Bourla, afirmou que as pessoas “provavelmente” precisarão de uma dose de reforço dos imunizantes contra a Covid-19.

“Um cenário provável é de que precisaremos de uma terceira dose da vacina, algures, entre os seis e os doze meses após a primeira toma e, daí em diante, uma revacinação anual”, disse Alberto Bourla, em entrevista à cadeia norte-americana de televisão CNBC.

Segundo Albert Bourla, “as variantes terão um papel fundamental [no processo]”. Ou seja, as doses de reforço devem ser necessárias para combater as novas mutações do coronavírus, mantendo a alta eficácia das fórmulas.

Atualmente, a taxa de eficácia do imunizante da Pfizer/BioNTech é estimada em 95% para casos sintomáticos.

“É extremamente importante reduzir o grupo de pessoas que podem ser suscetíveis ao vírus”, acrescentou Bourla na mesma entrevista.

Já em fevereiro, Alex Gorsky, presidente da Johnson & Johnson, outra das empresas a produzir uma vacina contra a covid-19, admitia também que a vacinação contra o vírus da SARS-CoV-2 teria de ser anual.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+